Sorocaba e Região

Solenidade celebra o Dia da Bandeira em Sorocaba

Evento também incluiu entrega de condecorações
A solenidade ocorreu na 14ª CSM. Foto: Fábio Rogério

O Dia da Bandeira foi comemorado nesta segunda-feira (19) em solenidade na 14ª Circunscrição do Serviço Militar (CSM) em Sorocaba, com a presença do general de brigada Carlos Sérgio Câmara Sau. O chefe da 14ª CSM, Sandro Peres Zanetti, disse que “o trato e a valorização do pavilhão nacional espelham todo o nosso patriotismo”.

Ele lembrou que a bandeira foi criada pelo decreto nº 4 de 19 de novembro de 1889, quatro dias após a Proclamação da República. A solenidade também incluiu entrega de condecorações a dois militares e troféu a Zanetti por conquistar o primeiro lugar em competição de tiro de fuzil.

Saú foi comandante da 11ª Brigada de Infantaria Leve de Campinas, seu último posto antes de entrar na reserva. Segundo ele, o Dia da Bandeira é “o dia máximo da nação” juntamente com outras datas igualmente “muito importantes” como o Dia da Independência, o Dia do Soldado e outras datas cívicas. “É nesse momento que nós paramos um pouco para refletirmos como cidadãos, como brasileiros, como profissionais, refletirmos um pouco sobre o que temos feito pelo nosso país, pela nossa instituição, e pensarmos no futuro, naquilo que podemos fazer de melhor”.

O general também afirmou que o Dia da Bandeira é uma data que “temos que celebrar o fato de sermos brasileiros”. E acrescentou: “Em qualquer lugar do mundo em que você estiver, que você ver uma bandeira do Brasil, você sabe que ali tem um patrício, um outro irmão de povo, de nacionalidade.” Afirmou que a data é também um momento de “reverenciar” a bandeira e pensar: “Estou sendo um bom cidadão? Estou sendo um bom brasileiro? O que eu posso fazer para melhorar, para ajudar a minha cidade, o meu bairro, o meu povo, a minha nação? A bandeira une a todos nós, a bandeira nos une como povo, como nação.”

Cores nacionais

Zanetti também lembrou que, originalmente, as cores da bandeira simbolizavam as casas reais da família de D. Pedro I. Mas os brasileiros adotaram a representação do branco como paz, o azul como referência ao céus e aos rios, o amarelo como identificador das riquezas nacionais e o verde como símbolo das matas brasileiras. A frase “ordem e progresso”, inspirada em lema do filósofo francês Augusto Conte, evoca os ideais republicanos: “Como a constante procura pelas condições sociais básicas, o respeito por todos os seres humanos e a igualdade social.”

Outros participantes

Entre outras autoridades presentes na solenidade, estavam o coronel Geraldo Pereira de Paula, que foi chefe da 14º CSM e hoje está na reserva do Exército, o major PM Glauco Rodrigues Ribeiro Alves, o delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Acácio Aparecido Leite, e o subcomendante da Guarda Civil Municipal, Alexandre Vieira.
Havia cerca de 100 pessoas na solenidade, entre autoridades, soldados, familiares e convidados. A programação incluiu condecorações ao 1º tenente Mateus Maia e ao 2º sargento Fábio Antonio dos Santos. O coronel Zanetti recebeu troféu por ter conquistado o primeiro lugar em competição de tiro de fuzil 762 realizada na semana passada em Itu.

Comentários