Sorocaba e Região

Seis mil estudantes terão aula de empreendedorismo no 2º semestre

Iniciativa faz parte do programa Cidade Empreendedora
Estudantes terão aula de empreendedorismo
Ações foram apresentadas pelo gerente regional do Sebrae, Alexandre Martins (em pé), no gabinete do prefeito Crespo. Crédito da foto: Fábio Rogério

Seis mil alunos de 10 escolas de ensino fundamental e integral da rede municipal de ensino de Sorocaba terão aulas de empreendedorismo no segundo semestre deste ano e a meta é ampliar o alcance da nova disciplina para os 30 mil alunos dessa faixa da educação em futuras etapas. A novidade foi anunciada nesta quarta-feira (15) como um dos itens do conjunto de ações de políticas públicas do programa Cidade Empreendedora, uma iniciativa da Prefeitura e do Sebrae-SP lançada ontem em encontro no gabinete do prefeito José Crespo (DEM).

“Ensinar 30 mil alunos significa a gente estar preparando esses estudantes para a vida”, disse o prefeito. Em julho, o Sebrae oferecerá capacitação aos professores para apresentarem o tema do empreendedorismo aos alunos incluídos nessa primeira etapa de implantação. A partir de agosto a disciplina correspondente passará a ser estudada em sala de aula. A metodologia prevê transmissão de conhecimento quanto a questões sobre as relações da sociedade com valores como o dinheiro, custos e até sustentabilidade.

Leia mais  Ministério Público recebe representação contra IPTU complementar

Serviços e financiamentos

A meta do programa Cidade Empreendedora é estimular a economia local por meio de ações voltadas ao empreendedorismo. Estarão disponíveis durante a execução das ações, financiamentos a custo baixo para os micros e pequenos empresários, cursos, oficinas, supervisão e orientação para a gestão e criação de novas empresas. E uma série de serviços gratuitos que serão oferecidos aos pequenos e microempresários da cidade.

Uma dessas ações deve capacitar, a partir de junho, 300 empresários dos cinco setores mais buscados pelos empreendedores: alimentação fora do lar (bares e restaurantes); beleza e estética; vestuário (venda e confecção), serviços da construção civil e turismo. O programa vai contar ainda com o Agente Local de Inovação (ALI), que possibilita o aumento da captação de valor ao pequeno negócio, através da criação e entrega de soluções inovadoras. Também estão incluídas ações como o Via Rápida Empresa, missões empresariais, encontro de negócios, além do atendimento no Posto do Sebrae Aqui e na unidade do Sebrae Móvel.

Leia mais  Policiais militares auxiliam parto de criança em Salto

O gerente regional do Sebrae, Alexandre Martins, fez a apresentação do programa e, ao falar das expectativas, disse que entre as metas estão a melhoria da gestão das empresas, o aumento do volume de negócios e criação de proximidade entre os empreendedores. “Estamos fazendo a integração do poder público com a iniciativa privada, e com isso a gente promove o desenvolvimento por meio das micros e pequenas empresas”, afirmou.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Renda, Robson Coivo, afirmou que o “programa chega em um momento muito importante dada a situação econômica pela qual passa o país. Esse estímulo será levado aos empresários de nossa cidade e, ao mesmo tempo, motivar aqueles que desejam empreender”, disse. (Carlos Araújo)

Comentários

CLASSICRUZEIRO