Sorocaba e Região

Secretário de Transportes de Araçariguama é preso em operação da Polícia

A Operação Tersus também deteve dois empresários em Sorocaba
Veículos apreendidos foram levados à sede da DIG de Sorocaba. Crédito da foto: Fábio Rogério

*Atualizada às 12h48

Um empresário e uma empresária do ramo de transporte e o secretário de Transportes da Prefeitura de Araçariguama foram presos preventivamente em operação deflagrada na madrugada desta quarta-feira (6) pela Polícia Civil de Sorocaba. Eles vão responder pelos crimes de lavagem de dinheiro, crime organizado, peculato e fraude em licitação.

Em entrevista coletiva realizada nesta manhã, o delegado seccional Marcelo Carriel informou como funcionava o esquema. Basicamente, o município tinha cerca de 15 contratos vigentes com as empresas Localville Locação de Veículos e Multinivel Locação e Prestação de Serviços e Terceirização Eireli, cujos proprietários são Adalberto Dias da Silveira, o Magrão, e Esther Lilian Gonzales Fernandes Rodrigues. Somente um dos acordos era da ordem de R$ 2 milhões. Esther, no entanto, conforme o apurado pela investigação, era uma espécie de “testa de ferro” de Magrão.

Leia mais  Condutor de motocicleta bate em retroescavadeira e morre em Sorocaba

 

De acordo com Carriel, os contratos eram firmados com condições que não eram cumpridas. Por exemplo, os acordos previam uma quantidade de veículos a ser fornecida para a frota municipal e o número era de fato “entregue” era substancialmente menor. Além disso, havia a previsão de que as empresas seriam responsáveis por arcar com os valores referentes a combustível, o que vinha sendo feito pela própria Prefeitura. O titular da pasta de Transportes de Araçariguama, Cristiano Cardoso Dias, atuava provavelmente como um “laranja” na estrutura para cometer o crime, já que não foram identificadas irregularidades nas contas bancárias dele. Outras pessoas devem ser investigadas.

A desconfiança começou há pelo menos seis meses e esta é apenas a primeira fase da operação. Isso porque, tanto a LocalVille quanto a Multinivel, conforme o apurado pela Polícia Civil, também prestavam serviços a outras prefeituras, ainda não informadas, e portanto será verificada a possibilidade de extensão do esquema fraudulento. A denúncia sobre a atuação, segundo o delegado seccional, foi feita por uma testemunha protegida. As informações passadas, conta, foram ratificadas por mais três pessoas que sabiam como tudo funcionava.

Polícia prende agentes políticos e empresários na região de Sorocaba

Polícia prende agentes políticos e empresários na região de Sorocaba. Confira a reportagem em www.jornalcruzeiro.com.br

Publicado por Jornal Cruzeiro do Sul em Quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Apreensão de bens e veículos e bloqueio

Além da prisão dos três envolvidos, a Polícia Civil apreendeu carros de luxo nos nomes de Magrão e Esther, bem como bloqueou todos os bens de ambos e também os que constam como sendo das empresas, como por exemplo os veículos usados no sistema de locação. O valor total ainda não foi contabilizado. Também foram recolhidos documentos fiscais, computadores e celulares. Entre os automóveis de alto padrão, estavam uma Ferrari, um Porsche, duas BMWs e uma Mercedes. Os outros carros apreendidos são um Gol, um Astra, um Polo e um Peugeot.

Na coletiva de imprensa, assim como Carriel, estiveram presentes delegado diretor do Departamento de Polícia Judiciária Interior 7, Osmar Guimarães Júnior, o titular da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecente de Sorocaba (Dise), Rodrigo Ayres, e o delegado assistente seccional, Fabricio Ballarini. A operação contou com apoio de policiais do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra).

Comentários

CLASSICRUZEIRO