Sorocaba e Região

Secretaria de Transportes Metropolitanos explica não inclusão de Sorocaba

Estudos para viabilizar trem para Sorocaba e região estão sendo aprofundados e faz parte dos planos do governo estadual
Secretaria explica não inclusão de Sorocaba
Secretário Alexandre Baldy. Crédito da foto: Agência Câmara

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado encaminhou nota nesta terça-feira (3), no começo da noite, para explicar a não inclusão de Sorocaba na licitação conjunta das linhas 8 e 9 do Metropolitano da CPTM, o Trem Intercidades, que ela chama de TIC.

Segundo a nota, a “viabilidade do TIC até Sorocaba está além da concessão das linhas 8 e 9. Projetos atuais são para investimentos em manutenção, operação e melhorias; estudos para viabilizar trem para Sorocaba e região estão sendo aprofundados. Sensível às necessidades de locomoção da população no interior do Estado, o Governo de São Paulo vem fazendo uma série de estudos técnicos e econômicos para viabilizar o transporte regional sobre trilhos até a Capital. Está no foco do governo o desenvolvimento do chamado Trem InterCidades (TIC) em Sorocaba, Santos, São José dos Campos e Campinas, este último em etapa mais adiantada atualmente.

Leia mais  Justiça determina suspensão de visitas em presídios da região de Sorocaba

Ainda conforme a Secretaria, “os estudos mais avançados estão sendo feitos para conceder o TIC ligando São Paulo à Região Metropolitana de Campinas à iniciativa privada juntamente com a Linha 7-Rubi da CPTM. Além do serviço expresso, haverá também um serviço parador e a ideia é que a empresa que fizer o TIC possa desenvolver o projeto para levar a linha até Americana quando houver viabilidade econômica para esse projeto”.

Explicou ainda que “em paralelo, o governo deu início à consulta pública para que interessados possam se manifestar em relação ao edital de concessão das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda, com investimentos estimados em R$ 2,6 bilhões. Isso engloba reformas e ampliações de estações e pátios, travessias e transposições, via permanente, rede aérea, melhoria dos sistemas de sinalização, de telecomunicações e de energia, além da compra de mais trens. Essa etapa do processo ainda não leva em conta a extensão da linha até Sorocaba”.

Leia mais  Saúde do rio Sorocaba está nas mãos de todos

Na nota o secretário Alexandre Baldy diz que “os estudos técnicos e de viabilidade financeira estão sendo elaborados e somente quando estiverem prontos poderão ser apresentados para os investidores privados e, com isso, podermos avançar em direção a essa importante demanda da população”. (Da Redação)

Comentários