Sorocaba e Região

Samu ajuda mulher em trabalho de parto domiciliar em Sorocaba 

O caso aconteceu em um apartamento no bairro Altos do Ipanema 
Samu realiza parto domiciliar em Sorocaba
O socorrista André Gaidukas e a auxiliar de enfermagem Rosineia Martins, ao lado do bebê Nicolas. Crédito da foto: Arquivo Pessoal

 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ajudou uma mulher em trabalho de parto, no bairro Altos do Ipanema, em Sorocaba. O caso aconteceu terça-feira (3), no apartamento da mulher de 22 anos.

Coube a uma vizinha ligar para o Samu. Ela teria avisado aos profissionais de saúde, via telefone, que a bolsa amniótica da amiga teria estourado.

O socorrista André Gaidukas e uma auxiliar de enfermagem, ao chegarem à residência, presenciaram o bebê “quase nascendo”. “Nós ajudamos no parto, na retirada da placenta e, também, no cordão umbilical.”

Parto domiciliar

Gaidukas conta que Nicolas, o bebê, nasceu de parto normal domiciliar. O fato aconteceu às 8h30. Na sequência, mãe e filho foram levados à Santa Casa de Sorocaba.

“O Nicolas mamou durante o trajeto até o hospital”, conta Rosineia Martins, auxiliar de enfermagem do Samu. “Ele nasceu de 37 semanas e cinco dias, mas pelo ultrassom que a mãe tinha, era pra nascer no dia 19 de março”, conta.

Rosineia também explicou que o bebê apresentou sinais de vitalidade. “Ele nasceu ativo, com choro forte e reflexo presente, que foi percebido no momento em que apertou a mãozinha e segurou forte o dedo da mamãe.”

Caso raro

Segundo Gaidukas, chamadas de parto domiciliar são raros de acontecer no Samu. Em 10 anos de profissão, esse foi o terceiro na carreira do socorrista. “Geralmente dá tempo de levar a mamãe para algum hospital.” (Bruna Deroldo)

Leia mais  Iperó confirma 861 casos de dengue em 2020

 

Comentários