Sorocaba e Região

Rede municipal em Sorocaba está sem remédio para cardíacos

Secretaria da Saúde de Sorocaba informa que o Carvedilol 25mg voltará a ser entregue, mas não especificou prazo

O aposentado José Rodrigues reclama que desde o começo do ano está em falta, na rede municipal, um medicamento destinado a problema cardíaco. Segundo ele, a justificativa é a de que a aquisição do remédio está em fase de licitação. A Prefeitura respondeu, por meio da Secretaria da Saúde de Sorocaba (SES), que o Carvedilol 25mg voltará a ser entregue, mas não especificou prazo para isso.

De acordo com o aposentado, a última retirada se deu no final de dezembro, e desde então tem precisado comprar. Portador de insuficiência cardíaca e arritmia, o aposentado conta que já gasta dinheiro com outros remédios tanto para ele, como para sua filha, que é especial, e que devido a esses gastos, a distribuição gratuita o ajuda no orçamento familiar. José Rodrigues disse que seu preço médio do medicamento é de R$ 120.

Leia mais  Abrigo de Sorocaba busca um lar para o gato 'Paçoca'

Segundo a SES, “a entrega do medicamento Carvedilol 25mg está atrasada em razão da não efetivação da entrega pelo fornecedor. A empresa foi notificada, e a SES está tomando as medidas cabíveis, conforme previsão contratual e legal”. A disponibilização do remédio será imediata, após a efetivação da entrega, segundo a nota, mas não cita em quanto tempo isso poderá ocorrer. (Adriane Mendes)O aposentado José Rodrigues reclama que desde o começo do ano está em falta, na rede municipal, um medicamento destinado a problema cardíaco.

Comentários

CLASSICRUZEIRO