Sorocaba e Região

Raposo Tavares será tema de reunião entre Lippi e Machado

Acessos para o novo Regional e bairro Genebra serão abordados
Uma das demandas é melhorar a segurança na travessia de veículos em acesso para bairros ao longo da rodovia. Crédito da foto: Emídio Marques (27/1/2020)

 

O deputado federal Vitor Lippi (PSDB) deve se reunir ainda nesta semana com o secretário estadual de Logística e Transportes João Octaviano Machado Neto para cobrar melhorias nos trechos da avenida Raposo Tavares em Sorocaba. O parlamentar participou do Jornal da Cruzeiro da Cruzeiro FM 92,3 e contou que nos pontos considerados mais críticos da rodovia — os quilômetros 84 e 106 — passarelas e melhorias no acesso são fundamentais.

Durante a entrevista Lippi destacou que desde o início do ano passado vem conversando com o governo estadual para providenciar uma solução no quilômetro 106 da Raposo Tavares, acesso ao Hospital Regional Adib Domingos Jatene. “Antes da inauguração já havia essa preocupação e os órgãos competentes empurravam entre vi a responsabilidade, mas ali já existe um acesso praticamente pronto, que só precisa ser desobstruído”, afirma.

A solução apontada por Lippi já motivou reportagem do Cruzeiro do Sul e trata-se de um acesso fechado por guard rail, que durante a construção do hospital foi aberto para facilitar a entrada das máquinas e caminhões utilizados na construção. “A solução é muito simples e basta reduzir a velocidade para tornar o acesso seguro. Não é necessário uma grande obra”, avalia o deputado. Lippi lembra, porém, que a implantação da passarela é emergencial. “Eu já conversei com o secretário e na sexta-feira nos reuniremos e com certeza esse problema será resolvido rapidamente”, contou.

Leia mais  Vacinação contra a gripe começa nesta segunda-feira e terá três etapas
Vitor Lippi vai se reunir com secretário estadual de Transporte para falar sobre a Raposo. Crédito da foto: Emídio Marques (3/2/2020)

De acordo com Lippi, que trafegou pela rodovia, na altura do hospital, acompanhado do secretário há alguns meses, o próprio titular de Logística e Transportes avaliou que a solução de retirada dos guard rail, alteração no limite máximo de velocidade e recuperação do asfalto mostra-se como alternativa para colocar fim ao problema. Por conta do retorno distante, pacientes que vêm do sentido Araçoiaba da Serra precisam dirigir até o quilômetro 104 e depois retornar até o quilômetro 107, somando uma trajeto de aproximadamente 5 quilômetros. “Também vou solicitar as melhorias na sinalização, já que no sentido Capital não há placas indicando o hospital.”

Já no quilômetro 84 da rodovia Lippi lembrou que é necessário buscar alternativas para que os moradores do bairro Genebra não se arrisquem para acessar suas residências. “O acesso feito pela concessionária também demanda o cruzamento das duas faixas, o que é muito arriscado, assim como na entrada de Mairinque”, afirma. Segundo Lippi, enquanto não é providenciada a duplicação da rodovia em um retorno elevado, uma opção seria a segregação das faixas, possibilitando que o motorista fizesse um intervalo entre as travessias. “Ele recuaria e conseguiria atravessar a pista sentido São Roque e então pararia nessa segregação para novamente avaliar se pode cruzar em segurança a pista sentido Sorocaba”, explica.

Leia mais  Operação de abordagem social acolhe 13 pessoas neste sábado em Sorocaba

Avaliação

A volta do recesso do Congresso Nacional aconteceu ontem e na avaliação do deputado o ano de 2020 é promissor, já que há a expectativa da aprovação da reforma tributária, que foi “eleita” pelos deputados, senadores e pelo próprio governo como o tema a ser aprovado neste ano.

Outras discussões, segundo Lippi, também devem ser travadas em Brasília, como a reforma administrativa enviada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, ao Congresso, e a não taxação da energia solar aos consumidores. “É preciso buscar inspirações em outros países que passaram por essa mudança e não pensar somente na tarifa, mas sim na tecnologia envolvida”, afirmou.

Lippi também destacou que aproveitou o tempo sem sessões em Brasília, no mês de janeiro, para visitar hospitais públicos pelo Estado de São Paulo e verificar a aplicação dos recursos destinados por ele, via emendas parlamentares. “Uma das minhas apostas foi o recurso destinado ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba para que seja implantada uma casa de atendimento aos pacientes e acompanhantes que precisam deixar suas residências nas cidades da região para receber atendimento médico”, contou. (Larissa Pessoa)

Comentários