Sorocaba e Região

Quarentena: Prefeita quer salto de Sorocaba à fase verde no Plano SP

Para Jaqueline Coutinho, Sorocaba pode ter flexibilização maior e "pular" fase amarela
Prefeita quer salto à fase verde no Plano SP
Conforme Jaqueline, a regionalização do Plano SP não leva em conta a realidade dos municípios. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (4/8/2020)

 

Durante a solenidade de entrega de uma ambulância da Toyota do Brasil para a Prefeitura de Sorocaba, na manhã desta terça-feira (4), a prefeita Jaqueline Coutinho (PSL) voltou a falar de avanço de fase na próxima atualização do Plano São Paulo, a ser divulgada na sexta-feira (7). Ela defende que a cidade passe diretamente da atual fase laranja para a verde, o que, pelas atuais regras, não é permitido.

Na semana passada, havia a expectativa da cidade avançar da fase atual laranja para a amarela, o que acabou não ocorrendo. Pela classificação atual, podem funcionar, em horário reduzido, algumas das atividades consideradas não essenciais, como comércios de rua, galerias e shoppings, entre outros. Já na fase amarela, academias, bares e restaurantes podem abrir.

Segundo a prefeita, Sorocaba e os municípios de São José dos Campos, Barretos e Marília pediram ao secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, uma reunião presencial com o governador João Doria (PSDB) para tratar de mudanças no Plano São Paulo. Porém, segundo Jaqueline, até o momento não haveria resposta do governo estadual sobre a reunião. No encontro, a prefeita iria pedir para que a cidade “pulasse” a fase amarela. A fase verde permite a ampliação da capacidade de atendimento do comércio de 40% para 60%.

 

Reunião

Jaqueline afirma que o objetivo da reunião seria pedir ao governador uma reanálise do Plano São Paulo, pensando na questão de evoluir até duas fases, de acordo com os dados das secretarias municipais. “O que nós pontuamos ao secretário de Desenvolvimento Regional é sobre a necessidade de uma reunião, que não foi agendada. O Plano São Paulo tem que levar em conta não só a questão regional, mas ver a conjuntura da realidade do município, sob pena de alguns municípios estarem sendo penalizados quando têm taxas menores”, destaca a prefeita.

Segundo ela, a Grande São Paulo, a capital paulista e a baixada santista, que têm índice de letalidade muito alto, e que tinha uma taxa de ocupação de leitos até três a quatro semanas igualmente crítico, já estão na fase amarela há quatro semanas. “E outros municípios que também poderiam estar na fase amarela, permanecem na fase laranja, como Sorocaba”, disse Jaqueline. Ela também citou a queda dos números na cidade em relação a Covid-19.

Estado

A Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) informou ter recebido o pedido de reanálise do Plano São Paulo da prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho, em 31 de julho, durante a 13ª reunião do Conselho Municipalista, mas não confirmou a solicitação para reunião com o governador João Doria.

Conforme a SDR, a região de Sorocaba “apresentou estabilidade no número de casos, internações e ocupação de leitos, além de leve queda nos números de óbitos nos últimos dias, e segue em melhora”.

Os novos critérios do Plano São Paulo sobre avanço à fase verde estipulam ocupação de leitos entre 70% e 75%, além de a região permanecer por 28 dias consecutivos na etapa 3 (amarela). Também é necessário que os índices de internações estejam entre 30 e 40 por cem mil habitantes, e o de óbitos, em cinco por cem mil habitantes. (Ana Cláudia Martins)

Comentários