fbpx
Sorocaba e Região

Procon de Sorocaba orienta os consumidores para a Black Friday 2019

Quem pretende aproveitar as promoções deve ficar atento para não cair em armadilhas
A Black Friday é um dos eventos mais importantes para o comércio. Crédito da foto: Aldo V. Silva (24/11/2015)

A Black Friday, que neste ano vai ocorrer nos dias 28 e 29 de novembro, é um dos eventos mais importantes para o comércio. Mas para aproveitar a data e não cair em armadilhas, o consumidor deve ficar atento. O Procon Sorocaba traz uma série de orientações para quem está esperando a promoção para comprar aquele produto que está desejando faz tempo.

O superintendente do Procon Sorocaba, Carlos Rocco, diz que a principal regra para comprar na Black Friday é planejamento. “A pessoa deve verificar se realmente precisa do item para não comprometer seu orçamento”, afirma. Por isso, a compra não deve ser feita por impulso e todas as informações da oferta e da loja devem ser checadas com atenção.

Dentro da proposta do planejamento, o consumidor pode fazer uma lista do que deseja comprar na Black Friday e ir acompanhando os preços com antecedência. O objetivo é saber se, no dia da promoção, o preço realmente baixou. “A data já virou uma tradição no Brasil e as lojas, principalmente as físicas, têm sido éticas nas ofertas. Mas ainda é preciso cuidado”, cita.

Compras pela internet

Sobretudo nas compras feitas pela internet, é importante verificar se o site em questão é oficial e se nele constam informações da loja, como CNPJ e formas de contato. “Muitas empresas fraudulentas usam nomes e designs similares ao de lojas conhecidas e induzem o consumidor ao erro”, diz. No caso do boleto, as informações devem ser conferidas antes do pagamento.

Também nas compras online, a orientação é salvar todas as informações da transação, principalmente o preço, descrição do produto, garantia e condições da oferta. “Isso tudo pode ser usado em uma eventual reclamação”, diz Rocco. Da mesma forma, é necessária atenção redobrada com o valor do frete e com sites de importação, já que a compra pode ser tributada.

O superintendente do Procon Sorocaba, Carlos Rocco. Crédito da foto: Emídio Marques (29/10/2019)

Direitos garantidos

O superintendente orienta, ainda, que o consumidor não é obrigado a adquirir nenhum outro serviço junto com o produto que está comprando. Segundo ele, o vendedor pode oferecer garantia estendida, seguro para desemprego ou morte, por exemplo. “A pessoa só deve contratar se realmente achar necessário, não pode ser induzido a uma compra condicionada”, destaca.

Quando comprar pela internet, o consumidor tem ainda o prazo de sete dias para desistência e para devolver o produto e pedir a devolução do valor pago. Mas, segundo Rocco, a mesma regra não vale para lojas físicas. “Neste caso, o lojista não é obrigado a trocar se não houver defeito. A menos que ele se comprometa com a troca de alguma forma e houver comprovação”.

Denúncia de irregularidades

O Procon Sorocaba montou um esquema de fiscalização nos dias da Black Friday 2019. Porém, Rocco destaca que os consumidores que flagrarem irregularidades também podem denunciar. Caso seja flagrada fraude, a empresa será notificada a prestar informações. O órgão abre um processo sancionatório, que pode resultar em multa para a loja.

As denúncias podem se feitas pelo aplicativo ou pelo site do Procon Sorocaba, além do telefone 151. Pessoalmente, as reclamações ou denúncias podem ser realizadas nas unidades das Casas do Cidadão e na sede do órgão, que fica na avenida Antonio Carlos Comitre, 331, Campolim. Na sede o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

O aplicativo é uma das opções para denúncias ao Procon Sorocaba. Crédito da foto: Emídio Marques (29/10/2019)

Preços fiscalizados

Desde o dia 16 de outubro, o Procon Sorocaba tem fiscalizado os preços praticados pelo comércio local em 20 estabelecimentos físicos e virtuais. A lista contempla os 40 itens mais buscados pelos consumidores na Black Friday. Entre eles estão fogões, geladeiras, lavadoras de roupas, batedeiras, cafeteiras, TVs smart, notebook e aparelhos celulares.

A pesquisa será usada como parâmetro para a fiscalização que o órgão fará no dia da promoção. O objetivo é verificar se os produtos realmente entraram em oferta. Segundo superintendente, a fiscalização verifica os preços, as condições da promoção, se parcelado, juros e informações claras sobre o produto para que o consumidor não seja induzido a erro.

Black Friday de Verdade 2019

O Prêmio Black Friday de Verdade terá a participação de 71 empresas neste ano. Nessa data, uma das grandes preocupações dos clientes tem relação com a veracidade das promoções e descontos oferecidos.

Para resolver essa questão, o site Black Friday de Verdade foi lançado em 2014 para ajudar o consumidor a selecionar as melhores ofertas no período. O objetivo também era reverter a imagem negativa da Black Friday junto aos clientes.

Leia mais  Procon de Sorocaba ganha posto avançado na zona leste
Comentários