Sorocaba e Região

Primeira vila não operária planejada de Sorocaba, casas do Jardim Bertina são demolidas

Conjunto de onze casas da década de 1930 no Centro da cidade foi inteiramente derrubado, surpreendendo vizinhos
Primeira vila não operária planejada de Sorocaba, casas do Jardim Bertina foram demolidas no sábado. Crédito da Foto: Reprodução / Redes Sociais

Considerada a primeira vila planejada não operária de Sorocaba, o Jardim Bertina, situado na rua Alberto Kenworthy, no Centro, foi demolida no último sábado (10) e deverá dar lugar a um empreendimento comercial.

O conjunto de onze casas geminadas construídas na década de 1930 que compunham a vila, também conhecida como Vila Stillitano, foi inteiramente derrubada, surpreendendo vizinhos que fizeram vídeos e fotos na rede sociais relatando o fato.

De acordo com o advogado Paulo Escanhoela, que representa a família proprietária, a área deverá dar espaço a um empreendimento comercial. “Não sei informar exatamente o que vai ser construído lá, mas há anos eles tentam colocar um empreendimento comercial lá”, afirmou.

Antiga entrada do Jardim Bertina, no Centro de Sorocaba. Crédito da Foto: Vinicius Fonseca / Arquivo JCS (29/7/2020)

Moradores

As especulações de que a área abrigaria uma torre de apartamentos ou um supermercado ganharam força em meados de julho, quando os últimos locatários do conjunto residencial começaram a receber notificação para deixar os imóveis. O documento dava aos inquilinos prazo de 30 dias para desocupar amigavelmente o endereço.

Além de seu pioneirismo, por ser o primeiro embrião dos condomínios residenciais na cidade, o conjunto de casas no estilo “art déco”, com influências modernistas tinham três dormitórios, sala, cozinha, um único banheiro e ampla varanda guardava algumas curiosidades. As do lado esquerdo mantinham as chaminés, remanescentes do tempo em que as cozinhas eram equipadas com fogão à lenha, e assoalho de madeira sobre o porão, espaço que, ao longo do tempo, foi aterrado nas casas do lado direto.

Ex-inquilinos relatam que embora existam outros imóveis na mesma faixa de preços naquela região, a história e simplicidade das casas, com suas charmosas fachadas e varandas, fazia com que se sentirem “exclusivos”.

A vila ficava ao fundo do Casarão Stillitano – na última travessa que liga as ruas 7 de setembro e Penha antes de chegar na praça 9 de julho, no Centro – também datado de 1936, que foi demolido em março de 2010 após um longo processo de disputa judicial iniciado em 1996 entre herdeiros do proprietário e a Prefeitura de Sorocaba. (Da Redação)

Inquilinos foram notificados para deixar as casas há alguns meses. Crédito da Foto: Vinicius Fonseca / Arquivo JCS (29/7/2020)
Comentários
Assuntos