Covid-19 Sorocaba e Região

Prefeitura confirma cepa ‘da África do Sul’ e indústria deve paralisar parcialmente

Definição de quais setores serão paralisados ocorrerá até a quinta-feira (1)
Ana Paula Diegues Trindade, Rodrigo Manga e Vinícius Rodrigues durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira. Crédito da foto: Fábio Rogério / JCS (31/03/2021)

 

A Prefeitura de Sorocaba confirmou nesta quarta-feira (31) que a cepa do SarsCoV2 — coronavírus identificada na cidade é igual a da África do Sul e possui algumas mutações. Com a situação, parte da atividade industrial da cidade deverá ser paralisada de forma temporária. As informações foram repassadas em encontro no Paço Municipal, com o prefeito Rodrigo Manga (Republicanos) e parte da equipe da Secretaria de Saúde (Ses). Para o chefe do Executivo, o fato deve agilizar a aquisição de vacinas em Sorocaba

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Ana Paula Diegues Trindade, é correto afirmar que a cepa identificada em Sorocaba é a mesma da África do Sul. O código da cepa localizada na cidade é B1351, já com algumas mutações.

A paciente em que a amostra  com a variante foi localizada reside no bairro Parque das Paineiras, na zona norte de Sorocaba. Ela tem 34 anos. O sequenciamento da amostra foi feito apenas com material da dona de casa. Marido e um dos filhos já tiveram diagnóstico confirmado do novo coronavírus. Segundo Ana Paula, a família não viajou para a África do Sul, sendo que o marido estava de férias e os filhos não estavam frequentando a escola. A família não teve sintomas graves da doença.

Leia mais  Famílias aproveitam feriado para passear nos parques de Sorocaba

De acordo com as informações da Vigilância, em 23 de março, Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan ligou para falar sobre a coleta de exame para que uma investigação do instituto pudesse ser continuada. Após a coletiva de hoje do Governo do Estado, sobre o enfrentamento da pandemia, momento em que veio a público a informação da nova cepa em Sorocaba, a Secretaria de Saúde recebeu um e-mail do Instituto confirmando que os traços localizados na amostra da cidade são parecidos com os sul-africanos. “A gente já está falando aqui da variante sul-africana”, afirmou o secretário de Saúde de Sorocaba, Vinícius Rodrigues.

Ainda segundo Rodrigues, a situação está em um momento diferenciado no que se refere a pandemia. “O cenário epidemiológico de 2020 não tem nada a ver com o cenário epidemiológico atual”, garante. Para a afirmação, ele se baseia no número de pessoas infectadas e nos óbitos dos últimos dias.

Leia mais  Presidente da Amaso, Evanildo Amancio, morre aos 68 anos vítima da Covid

Paralisação da indústria

Parte da indústria deverá ter a atividade paralisada, mas não havia até o momento da reunião qualquer definição ou expectativa sobre o porcentual do setor que deverá sofrer o impacto. “Num primeiro momento foi entendido que eles  — os funcionários — vão circular com ônibus da iniciativa privada para que esses passageiros não precisem utilizar o sistema público de transporte”, diz Manga. “Mas algumas indústrias terão que parar para acabar com essa movimentação. A ideia é que aqueles serviços não essenciais parem e manteremos aquelas indústrias que são do ramo alimentício, as indústrias que são do ramo dos insumos para a saúde. Em primeiro momento seria essa a ideia, mas estamos acertando os detalhes finais”, destacou o chefe do Executivo.

Para tratar da questão, uma reunião foi realizada na tarde desta quarta-feira. Na mesa, membros do Centro das Indústria do Estado de São Paulo (Ciesp) e de secretarias municipais, incluindo a de Trabalho e Renda. A definição sobre quais setores deverão ter as atividades paralisadas deverá sair até a quinta-feira (1).

Leia mais  Operação contra pancadões autua 21 veículos em Sorocaba

Antecipação da vacina

Com a piora da pandemia em Sorocaba, o prefeito Rodrigo Manga afirmou que pedirá prioridade da cidade no processo de vacinação. “Temos capacidade [de arcar financeiramente] e também temos parceria coma iniciativa privada na campanha Vacina Sorocaba. Agora, é o objetivo principal é remanejar os recursos da onde tiver. O nosso anseio é a vacinação”, comenta, destacando uma reunião que ocorrerá no dia 7 de abril para tratar do tema. “Agora, é uma obrigação do próprio Estado, entender a necessidade de Sorocaba para que a gente venha imunizar a população, evitando o contágio maior devido a essa nova variante.”

Comentários