Sorocaba e Região

Prefeitura atenderá 44 mil alunos com o Kit Merenda

Prefeitura atendera 44 mil alunos com o Kit Merenda
Crédito da foto: Vinícius Fonseca (16/7/2020)

A Prefeitura de Sorocaba realizou mais um levantamento para cadastrar as famílias interessadas em receber os itens não perecíveis do Kit Merenda. Segundo a Secretaria de Educação (Sedu), ao todo, 44.588 estudantes da rede municipal serão atendidos pelo benefício que visa substituir a merenda escolar durante o período de suspensão das aulas presenciais, interrompidas devido à pandemia do novo coronavírus. A segunda etapa do cadastro do auxílio alimentar registrou 5.143 novos estudantes, 13% a mais que a listagem anterior. Até o momento, a Sedu ainda não tem uma previsão de quando os kits serão entregues à população.

O recadastramento aconteceu depois do fracasso no processo licitatório que compraria os produtos do Kit Merenda. Na ocasião, o município justificou o problema culpando a alta nos preços dos itens que integram o benefício emergencial. Inicialmente, 39.445 estudantes estavam cadastrados na lista da Prefeitura de Sorocaba.

De acordo com a Sedu, a listagem atual levou em consideração dados enviados pelas escolas, responsáveis por realizar o levantamento de interessados. Após o recebimento das informações, a Sessão de Alimentação Escolar realizou um processo de conferência de todos os dados, para evitar nomes em duplicidade.

Segundo o Executivo, cada aluno cadastrado receberá uma cesta contendo dois quilos de arroz, um quilo de farinha de trigo, um quilo de feijão, um pacote de 500 gramas de macarrão parafuso, um sachê de molho de tomate, quatro pacotes de 200 g de leite em pó, um frasco de 900 ml de óleo e uma lata de sardinha de 125 g.

Para adquirir os itens do gênero estocável a municipalidade havia estimado um gasto de R$ 1,8 milhão, contudo, o pregão on-line que efetivaria a compra não teve nenhuma empresa interessada.

Diante da inflação nos preços e do aumento no número consolidado de beneficiários, o auxílio será 38,8% mais caro do que o esperado pela Prefeitura. Para promover o benefício às famílias, segundo o Executivo, serão necessários aproximadamente R$ 2,5 milhões. O Kit Merenda será viabilizado por meio de verbas federais do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Conforme divulgado, a Seção de Alimentação Escolar da Secretaria de Educação já retomou os trâmites para a organização de um novo pregão.

Frutas e legumes

Em julho deste ano, a Prefeitura anunciou que realizaria a distribuição dos kits de alimentação para todos os alunos da rede. A proposta foi viabilizada por meio da Promotoria da Infância e Juventude do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP), após uma reunião entre a promotora Cristina Palma junto com representantes da Educação. A Sedu chegou a distribuir parcialmente os itens de hortifrúti, com frutas e legumes, do kit merenda aos 39.445 estudantes inicialmente cadastrados. A primeira remessa do benefício teve custo de R$ 595.899,17, que foram adquiridos através da agricultura familiar.

Conforme divulgado pela Prefeitura, uma nova etapa de distribuição dos itens perecíveis pode ocorrer no mês de setembro, segundo a Sedu, mediante a disponibilidade financeira do município. (Wesley Gonsalves)

Comentários