Sorocaba e Região

Prefeitura aguarda decreto para definir sobre toque de restrição

Medida para evitar a circulação de pessoas entre 23h e 5h começa hoje
Prefeitura aguarda decreto para definir sobre toque de restrição
Sorocaba tem realizado operações contra aglomerações com frequência em toda a cidade. Crédito da foto: Secom Sorocaba

A Prefeitura de Sorocaba informou ontem (25) que aguarda a publicação do decreto do Estado sobre o Plano São Paulo para avaliação sobre o início da fiscalização por conta do início da restrição de circulação de pessoas, a partir de hoje (26), entre 23h e 5h. A medida vale para todas as 645 cidades do Estado, até o dia 14 de março, e foi anunciada pelo governo estadual na última quarta-feira (24). O governo estadual afirma que a medida tem propósito de evitar eventos e situações com aglomeração de pessoas.

Em Sorocaba, há operações contínuas para coibir aglomerações.

A última fiscalização nesse sentido, por exemplo, ocorreu em oito endereços, em diferentes pontos da cidade, a partir de denúncias feitas por munícipes, via fone 156 (da Prefeitura), 153 (Guarda Municipal) e 190 (Polícia Militar). As ações foram realizadas na noite de quarta-feira (25) e madrugada de ontem (25).

Leia mais  Vacinação contra a gripe começa segunda

De acordo com a Prefeitura, um estabelecimento no Jardim Ipiranga operava sem licença municipal e o proprietário foi multado pelos fiscais. Já, outro bar, no Jardim Santa Bárbara, também teve que encerrar as atividades, após notificação por falta de apresentação do alvará de funcionamento.

Três deles, um do Jardim Simus e dois no Conjunto Habitacional Júlio de Mesquita Filho, foram orientados a interromper as atividades, pois descumpriam as determinações do Plano São Paulo.
Outros dois bares, um no Jardim Santa Bárbara e outro no Conjunto Habitacional Júlio de Mesquita Filho, estavam fechados no momento em que os GCMs e fiscais chegaram aos locais. Um estabelecimento não foi localizado pelas equipes, com base no endereço que constava na denúncia.

“Ainda há estabelecimentos que insistem em descumprir as determinações. A população tem feito a sua parte, informando sobre movimentações suspeitas ou aglomerações em estabelecimentos comerciais e locais públicos. Vamos continuar coibindo essas práticas”, disse o secretário de Segurança Urbana de Sorocaba, Coronel Vitor Gusmão. (Ana Cláudia Martins)

Comentários