Sorocaba e Região

Prefeita quebra tradição e não comparece à abertura do ano na Câmara de Sorocaba

Vereadores retornaram do recesso nesta terça (4) e elegeram os membros das comissões
Os trabalhos no plenários foram abertos com a apresentação de vetos da Jaqueline Coutinho às propostas do Legislativo. Crédito da foto: Emídio Marques

*Atualizada às 11h30

A prefeita Jaqueline Coutinho, sem partido, não compareceu à abertura do ano legislativo da Câmara de Sorocaba na manhã desta terça-feira (4). Com isso, ela quebra uma tradição de pelo menos sete anos.

A prefeita era esperada pelo cerimonial da Casa. O último prefeito que abriu o ano legislativo foi José Crespo, em 2019. A própria Câmara confirmou a participação do chefe do Executivo no início dos trabalhos, ao menos desde 2013, com o prefeito Antônio Carlos Pannunzio (PSDB).

O secretário de Relações Institucionais e Metropolitana da Prefeitura de Sorocaba representou a prefeita no início da sessão.

Café da manhã

O ano legislativo foi aberto com um café da manhã, com a presença de parte da Mesa Diretora. O presidente da Câmara de Sorocaba, vereador Fernando Dini (MDB) afirmou que os trabalhos serão difíceis por conta das eleições municipais deste ano. A volta do recesso começou nesta terça-feira, com a escolha dos membros das comissões permanentes.

“Será um ano turbulento e difícil. Os grupos políticos começam a se formar. Os trabalhos aqui serão mais acalorados”, prevê.

O ato com a imprensa também contou com os vereadores Fausto Peres (Podemos), primeiro vice-presidente da Mesa Diretora, e Pastor Apolo (PSB), primeiro secretário, além de Luis Santos (Pros).

Vereadores durante o café da manhã que abre os trabalhos do plenário. Crédito da foto: Emídio Marques

No plenário

Os trabalhos no plenários foram abertos com a apresentação de vetos da Jaqueline Coutinho às propostas do Legislativo. Dini reclamou da falta de diálogo sobre o questão.

Na sequência, foram abertas as eleições dos membros das comissões. O acordo era para que todos os vereadores fossem mantidos nas comissões formadas em 2019.

A eleição era a única pauta da sessão. A banda Marcial da Polícia Militar participou dos trabalhos.

Comissões

Com a definição, a formação das comissões permaneceu da seguinte forma:

  • Justiça – Péricles Régis (MDB – presidente), Engenheiro Martinez (PSDB) e Anselmo Neto (PSDB)
  • Economia, Finanças, Orçamento e Parcerias – Hudson Pessini (MDB – presidente) Péricles Régis (MDB) e Renan Santos (PCdoB)
  • Obras, Transporte e Serviços Públicos – Silvano Junior (PV – presidente), Fausto Peres (Podemos) e Francisco França (PT)
  • Educação e Pessoa Idosa – Eng. Martinez (PSDB – presidente), Pastor Apolo (PSB) e Luis Santos (PROS)
  • Cultura e Esportes – Renan Santos (PCdoB – presidente), Cíntia Santos (MDB) e Silvano Junior (PV)
  • Cidadania, Direitos Humanos, Defesa do Consumidor e Discriminação Racial – Irineu Toledo (PRB – presidente), João Donizeti (PSDB) e Fernanda Garcia (PSOL)
  • Redação – Luis Santos (PROS – presidente), Pastor Apolo (PSB) e Péricles Régis (MDB)
  • Ciência e Tecnologia – Pastor Apolo (PSB – presidente), Wanderley Diogo (PRP) e Anselmo Neto (PSDB)
  • Segurança Pública – Francisco França (PT – presidente), Hudson Pessini (MDB) e Fausto Peres (Podemos)
  • Acessibilidade e Mobilidade – Fausto Peres (Podemos – presidente), Pastor Apolo (PSB) e Rodrigo Manga (DEM)
  • Saúde Pública – Hélio Brasileiro (MDB – presidente), Rodrigo Manga (DEM) e Anselmo Neto (PSDB)
  • Agricultura, Abastecimento e Nutrição – Cíntia de Almeida (MDB – presidente), Irineu Toledo (PRB) e Hélio Brasileiro (MDB)
  • Meio Ambiente e de Proteção e Defesa dos Animais – João Donizeti (PSDB – presidente), Iara Bernardi (PT) e Vitão do Cachorrão (MDB)
  • Turismo – Luis Santos b(PROS – presidente), Eng. Martinez (PSDB) e Rafael Militão
  • Habitação e Regularização Fundiária – Iara Bernardi (PT – presidente), Vitão do Cachorrão (MDB) e Wanderley Diogo (PRP)
  • Direitos da Criança, Adolescente e Juventude – Fernanda Garcia (PSOL – presidente), Wanderlei Diogo (PRP) e Irineu Toledo (PRB)
  • Empreendedorismo, Trabalho, Capacitação e Geração de Renda – Vitão do Cachorrão (MDB – presidente), Péricles Régis (MDB) e João Donizeti (PSDB)
  • Ética e Decoro Parlamentar – Anselmo Neto (PSDB), Silvano Junior (PV), Fausto Peres (Podemos), Fernanda Garcia (PSOL), Francisco França (PT), Hudson Pessini (MDB), Irineu Toledo (PRB), Pastor Apolo (PSB), Luís Santos (PROS), Renan Santos (PCdoB), Wanderlei Diogo (PRP) e Rodrigo Manga (DEM).
Comentários