Sorocaba e Região

Prédios do Sabe Tudo, em Sorocaba, continuam sem destinação

Uso dos prédios pela GCM está indefinido. Prefeitura depende da obtenção de recursos
Sabe Tudo continua sem destinação
Prédios desocupados desde 2015 estão à mercê da degradação. Crédito da foto: Fábio Rogério

A transformação de 17 unidades do antigo projeto Sabe Tudo em bases da Guarda Civil Municipal (GCM), anunciada em agosto de 2018, ainda não foi concretizada. Na ocasião, o prefeito José Crespo (DEM) afirmou que os 32 prédios do Sabe Tudo passariam à gestão da Secretaria da Segurança e Defesa Civil de Sorocaba e que 17 funcionariam como postos de policiamento da GCM, sendo que no restante seriam desenvolvidas atividades compartilhadas com outras pastas.

No entanto, os prédios desativados desde 2015 seguem desocupados e em processo de degradação devido ao vandalismo e à falta de manutenção.

No anúncio do projeto, Crespo afirmou que o município buscaria os recursos do Sistema Único de Segurança Pública (Susp), do governo federal, para efetivar a ideia. Porém, informava que mesmo que as verbas não fossem obtidas, desenvolveria o projeto, ainda que com recursos próprios ou outras linhas de crédito.

Leia mais  Prédios do Sabe Tudo em Sorocaba são passados à Secretaria de Segurança

 

Questionada, a administração municipal informa que ainda não recebeu verbas do Susp e que “mantém a proposta de utilização das unidades do Sabe Tudo conforme já anunciado”. A Prefeitura não informou quando o projeto de segurança apresentado em agosto será implantado.

Crespo chegou a anunciar em entrevista ao jornal Z Norte, no dia 17 deste mês, que se reuniria nesta quinta-feira (21) com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, com o objetivo de buscar verbas federais para o projeto. Questionada sobre detalhes da visita, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Sorocaba informou que a reunião com Moro foi adiada a pedido do próprio ministro, que deverá agendar um novo encontro nos próximos dias, em data que ainda deverá ser definida.

Projeto de segurança

No projeto apresentado em agosto, a cidade ficaria dividida em 17 núcleos de segurança, sendo que em cada núcleo estaria localizada ao menos uma unidade do Sabe Tudo. De acordo com a Prefeitura, os fatores que influenciaram a decisão de mudar a destinação dos espaços foi uma suposta falta de acessibilidade dos prédios para pessoas com deficiência — que dificultaria sua plena utilização educacional — e a esperança em uma eventual oferta federal de recursos para a Segurança Pública.

Comentários