Sorocaba e Região Turismo

Praça da Matriz em Itu é reaberta ao público após passar por obras

O espaço turístico passou por obras de revitalização em Itu
Turistas poderão visitar praça que é um cartão postal de Itu. Crédito da foto: Prefeitura de Itu/Divulgação

A praça Padre Miguel, conhecida como Praça da Matriz, localizada no centro histórico de Itu e um dos cartões postais da cidade, foi reaberta ao público, no dia 31 de julho. O espaço turístico passou por obras de revitalização e, como reportado pelo jornal Cruzeiro do Sul, sofreu um pequeno atraso na entrega.

A revitalização teve início em 29 de outubro de 2018 e tinha como previsão a duração de oito meses. Ou seja, a entrega das obras seria em junho deste ano. Após a reforma, os tapumes foram retirados da Padre Miguel, dando lugar a melhorias como wi-fi público, tomadas de energia elétrica e paisagismo renovado.

Atividades culturais

Conforme a Prefeitura de Itu, a partir das obras de melhoria o espaço poderá receber diversas atividades culturais importantes. Entre elas, as festas da Paróquia Nossa Senhora da Candelária, localizada no entorno da área, o Estouro de Judas, o Carnaval e outras atividades comunitárias.

Antes, o piso da praça apresentava más condições, o que impossibilitaria a implantação de estruturas mais pesadas. Por isso, abaixo do acabamento foi colocada uma base de concreto firmada por uma malha de ferro.

 

Em busca de promover também acessibilidade, a Praça da Matriz ganhou uma rampa de acesso. A medida prevista em lei também foi adotada no orelhão gigante. A atração gigante também passou por restauro, arremetendo sua cor original laranja e o logo da já extinta empresa Telesp.

Coreto restaurado

O coreto foi restaurado e os desenhos originais do piso refeitos em pedra portuguesa. A praça Padre Miguel é tombada a nível estadual e faz parte de um traçado remanescente do século XVII. É o único exemplar intacto da ocupação espanhola no Brasil, a praça permaneceu inalterada em sua aparência.

As melhorias seguiram determinações do (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat)  e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O restauro foi custeado com verbas estaduais, no valor aproximado de R$ 1 milhão. O investimento foi do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (Dadetur). (com informações da Prefeitura de Itu)

Comentários