Sorocaba e Região

População quer mais árvores em Sorocaba

Munícipes cobram plantio e conservação, principalmente no Centro
População quer mais árvores em Sorocaba
De 2009 até 2018, foram plantadas mais de 800 mil árvores. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (8/6/2016)

Uma intervenção urbana realizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema), no centro de Sorocaba, chamou a atenção das pessoas que passavam nesta segunda-feira (16) pela calçada nas ruas São Bento e 15 de Novembro. No piso das calçadas podiam ser vistos desenhos de árvores, feitos com barro.

Leia mais  Ação pinta sombras de árvores em ruas do Centro de Sorocaba

 

A ação, educativa, acabou rendendo críticas ao órgão municipal pois conforme os entrevistados, este seria o primeiro a arrancar as árvores da cidade.

População quer mais árvores em Sorocaba
Sonia Aparecida Vergili. Crédito da foto: Fábio Rogério

A inspetora de alunos Sonia Aparecida Vergili, 58 anos, afirma que mora no Centro há 40 anos e sente muita falta das árvores que tinha antigamente nessa região da cidade. Ao longos dos anos, a Prefeitura realizou diversos cortes de árvores, principalmente nas praças. “O ar está seco por falta de árvores.

Leia mais  Plantio de árvores

 

Desci a rua olhando para tentar entender o desenho”, disse. Quando a reportagem explicou do que se tratava, ela lembra que uma vez teve campanha de doação de mudas. “No Centro tinha muitas árvores, as famílias iam passear nas praças. Meus filhos brincavam muito na Frei Baraúna. À tarde era cheio de crianças”, recorda. Essa tradição, lamenta, está morrendo aos poucos.

População quer mais árvores em Sorocaba
Maria Sala. Crédito da foto: Fábio Rogério

Para a comerciante Maria Sala, 69 anos, falta árvore na cidade. Ela também lembra dos jardins, como eram chamadas as praças, numa época que eram arborizadas. Ainda conforme Maria, “o Centro está meio abandonado”.

População quer mais árvores em Sorocaba
Ana Maria Terci. Crédito da foto: Fábio Rogério

A professora Ana Maria Terci Prestes, 72 anos, afirma que mora em apartamento, mas ama plantas. “Tenho e cuido muito”, disse. Para ela, os desenhos de árvores pintados nas calçadas não significam nada. “É preciso arborizar e cuidar das árvores plantadas. Isso é preciso fazer. Sorocaba merece.”

População quer mais árvores em Sorocaba
José Roberto Delvecchio. Crédito da foto: Fábio Rogério

No entendimento do empresário José Roberto Delvecchio, 59 anos, as árvores são muito importantes para a qualidade do ar. Ele comenta que em uma cidade foram plantadas árvores frutíferas e além da beleza, atrai pássaros. “Imagina uma avenida General Carneiro cheia dessas árvores”, diz. Ele, que mora em uma casa térrea, afirma que tem jardim e árvores no quintal. “As árvores fazem falta nas ruas, não tem sombra”, comenta. Sua filha, a fisioterapeuta Cinthia Volcov Delvecchio ainda reforça que o verde das árvores proporciona paz. “No Centro só tem prédio, poluição”, diz.

População quer mais árvores em Sorocaba
Cinthia Delvecchio. Crédito da foto: Fábio Rogério

Trabalho conjunto

A Prefeitura, por meio da Sema, afirma que o trabalho de arborização de uma cidade é responsabilidade de todos e não apenas do poder público. Sorocaba vem realizando ao longo dos últimos anos um trabalho contínuo e amplo para a ampliação da cobertura vegetal da cidade. É importante lembrar que toda árvore cortada no município, por lei, deve ser compensada.

O Plano Municipal de Arborização Urbana de Sorocaba guia esse trabalho da Sema. Uma de suas metas era o plantio de 678.873 árvores na área urbana de 2013 até 2020. De 2009 até 2018, foram plantadas mais de 800 mil árvores.

Leia mais  Ação pinta sombras de árvores em ruas do Centro de Sorocaba

 

Esse trabalho, diz o órgão municipal, só é possível graças à existência da secretaria, que é responsável por coordenar as políticas públicas de arborização e promover as articulações necessárias para o alcance de bons resultados. “Mas o resultado é potencializado quando outros setores da sociedade também atuarem dentro de suas possibilidades. É o caso, por exemplo, de proprietários de imóveis e responsáveis técnicos que podem adequar o projeto de um empreendimento para que não haja a necessidade de suprimir as árvores preexistentes no local, de realizar o plantio e o cuidado das árvores em suas calçadas e quintais, de não realizar podas inadequadas nas árvores (que a longo prazo permitirão a entrada de patógenos que ocasionarão a necessidade de retirada dessa árvore), e adotar espaços públicos”, diz.

A Sema observa que apesar ter realizado um grande volume de plantio de mudas nos últimos anos, o município ainda sofre bastante com o vandalismo, nas quais árvores plantadas com todo o cuidado são quebradas, ou há ocorrência de queimadas, sendo necessário que a população como um todo colabore para que a arborização se desenvolva com maior qualidade. (Daniela Jacinto)

Comentários