Sorocaba e Região

Polícia reclama da falta de denúncias dos moradores em Araçoiaba da Serra

Ausência do registro de boletins de ocorrência prejudica o trabalho da polícia
Araçoiaba, intimidada, clama por socorro
Nas principais ruas da cidade, como a João Mencke, crime e medo andam de mãos dadas. Crédito da foto: Divulgação

Araçoiaba da Serra vem sofrendo com uma onda de violência em termos de roubos e furtos e a Polícia Civil reconhece que o problema existe, mas reclama que as vítimas não têm registrado boletim de ocorrência (BO). Apesar dos casos não serem oficializados, os policiais civis trabalham para elucidar as autorias, mas atentam sobre a importância do registro de BOs, e destacam ainda para o perigo de populares ficarem expondo modelos e placas de carros que seriam utilizados pelos criminosos, sob pena de cometerem equívocos e consequentemente causar danos morais e até físicos a pessoas inocentes. Para a Polícia Civil, criou-se em Araçoiaba da Serra uma espécie de “delegacia paralela”, com denúncias e informações sendo feitas por meio de redes sociais, mas que não são passadas para os locais competentes.

Segundo informação de um morador da cidade, somente neste fim de semana teriam ocorrido quatro furtos a residências. Mas conforme a investigação da delegacia local, apenas um caso ocorreu no domingo, no Jardim Nogueira, cujo registro se deu na segunda-feira.

Ainda de acordo com a investigação, todas informações que chegam, inclusive referente a veículos, têm sido checadas, mas frisa-se que a polícia trabalha com base em estatísticas, pelas quais são direcionadas estratégias de policiamento, seja investigativo, pela Polícia Civil, como preventivo, pela Polícia Militar. A equipe de investigação reforça ainda que a importância do registro policial assegura o indiciamento do autor, e lembrou do caso recente em que o preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo deverá responder somente por esse crime, apesar de ter confessado a autoria de três assaltos a comércio, mas as vítimas não haviam feito a ocorrência na delegacia.

Leia mais  Alunos de Araçoiaba da Serra ficam sem aulas por problemas em licitação no transporte

 

Delegacia paralela

“O que acontece em Araçoiaba é que as pessoas criaram uma espécie de delegacia paralela, em que os moradores trocam informações entre si, mas não comunicam a polícia”, enfatizou um dos policiais civis da equipe de investigação. Ele também orienta para que informações relativas inclusive a veículos sejam passadas de forma sigilosa para a polícia, em vez de ficarem expondo até placas que podem estar equivocadas: “eles podem incorrer em riscos de errar e causar problemas para pessoas que não tenham nenhuma referência aos crimes. Dessa forma, acabam trabalhando na ilegalidade”, explicou.

Trabalho conjunto

Em reportagem publicada no último dia 29, a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal (GCM) informaram estarem trabalhando em conjunto, patrulhando bairros distintos para otimizar a área de cobertura. E o resultado dessa parceria foi a prisão em flagrante de um autor confesso de três assaltos, mas a prisão em flagrante de Sérgio Francisco Cardoso Júnior, 20 anos, foi apenas por posse ilegal de arma pelo fato de não haver registro policial dos roubos. Como os casos não foram formalizados, ele não foi indiciado pelos assaltos.

Comentários

CLASSICRUZEIRO