Sorocaba e Região

Partidos definem candidaturas para o Palácio dos Tropeiros

Até a noite desta quinta-feira (10), a cidade tinha sete candidatos na disputa para ocupar o sexto andar do Paço
Partidos definem candidaturas ao Paço
Sorocabanos devem ir às urnas em 15 de novembro para o primeiro turno das eleições municipais. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (22/10/2018)

A corrida à Prefeitura de Sorocaba já tem cinco chapas praticamente definidas pelos partidos. Assim, há dois candidatos cujas legendas ainda não definiram quem serão seus respectivos vices.

Diante disso, até o início da noite desta quinta-feira (10), a cidade tinha sete candidatos na disputa ao Palácio dos Tropeiros. Até agora, são dois a mais que nas eleições de 2016.

Portanto, as definições quanto aos vices restantes deverão ocorrer até o final de semana, quando a cidade terá uma série de convenções partidárias.

Partidos têm até quarta-feira

O prazo final definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a formação das chapas é quarta-feira (16), praticamente dois meses antes da primeiro turno das eleições 2020, programado para 15 de novembro.

O PSDB definiu Maria Lúcia Amary como candidata. O vice será o vereador Anselmo Neto (Podemos). No final de semana passado, o jornal Cruzeiro do Sul divulgou os detalhes da decisão. A prefeita Jaqueline Coutinho também é pré-candidata.

Leia mais  Deic desarticula quadrilha que usava nome do Unicef em golpes

A convenção do PSL, consolidando o nome dela para a corrida, será amanhã (12). Roberto Freitas (PSB) é o candidato a vice.

O Psol definiu no dia 1º de setembro o nome do ex-deputado estadual Raul Marcelo como candidato a prefeito. O vice deverá ser Paulo Estausia (PT). A convenção ocorre nesta sexta-feira (11).

Já o PDT terá como candidato ao Paço o vereador Renan Santos. A vice será a advogada Rosana Batista. O partido realiza convenção neste sábado (12).

Convenções continuam

No mesmo dia, a convenção do Republicanos deverá formalizar Rodrigo Manga como pré-candidato a prefeito, tendo Fernando da Costa Neto (PSD) como vice.

Por outro lado, o Solidariedade tem como proponente ao Executivo o líder comunitário Carlos Péper. Até as 20h10 desta quinta-feira (10), entretanto, o nome do vice que comporá a chapa ainda não havia sido divulgado pelo partido. A convenção da sigla também será realizada neste sábado (12).

Ainda no sábado, o DEM realizará realizará sua convenção. Na ocasião, será definido o candidato ou a candidata à vice. As negociações envolvem duas legendas. Até agora, a legenda confirmou apenas o candidato a prefeito, que será o médico e gestor Leandro Fonseca.

Leia mais  Líder indígena da Amazônia realiza sonho de ter prótese

Quase

O MDB deverá realizar sua convenção nesta sexta-feira (11). O partido gera expectativas no pleito, pois tem uma das maiores bancadas da Câmara. Além disso, o partido ajudou a eleger José Crespo (DEM) em 2016.

Fernando Dini, presidente do Legislativo, foi cogitado como candidato pelo partido. Mas tarde, poderia ser vice em ao menos duas chapas, o que não se consolidou.

Na quarta-feira, Dini formalizou a desistência ao Executivo e afirmou que disputará novamente uma das 20 cadeiras da Câmara de Sorocaba.

Sub judice

O Avante, até agosto, tinha como certo o professor Flaviano Lima como candidato a prefeito e Débora Julião (Cidadania) como vice.

Apesar de ter realizado convenção no sábado (5), a comissão provisória do partido, em Sorocaba, acabou dissolvida. O caso está sendo discutido na Justiça.

O partido Novo até tinha intenções de participar do pleito. Realizou um processo seletivo com sete pretendentes, mas ninguém passou pela aprovação.

Leia mais  Adolescente tenta fugir pelo teto e cai de forro de gesso após furtar celulares em shopping

Com isso, o partido não terá candidato e, formalmente, até o momento, não dará apoio a nenhum outro candidato ou coligação. (Marcel Scinocca)

Comentários