Covid-19 Sorocaba e Região

Paciente de 87 anos recebe alta hospitalar e ganha homenagem em Sorocaba

Hermínio Iori ficou internado e longe de sua família ao longo de 29 dias
Paciente de 87 anos recebe alta hospitalar e ganha homenagem em Sorocaba
O paciente deixou o Hospital de Campanha de Sorocaba. Crédito da foto: Divulgação / Prefeitura de Sorocaba (25/7/2020)

Hermínio Iori, de 87 anos, recebeu alta médica na manhã deste sábado (25) no Hospital de Campanha Douglas Barbosa de Medeiros, em Sorocaba. O paciente ficou internado e longe de sua família ao longo de 29 dias.

A saída de Iori do hospital foi marcada por homenagens. Profissionais que atuam no local formaram um corredor para aplaudir o paciente e comemorar sua alta médica.

Fora o Hospital de Campanha, cerca de 10 familiares o esperaram. Eles abriram uma faixa de agradecimento a todos os servidores da Secretaria da Saúde (SES), que trabalham na linha de frente para combater a doença.

Segundo a filha de Hermínio, Albany Iori, a assistência do Hospital de Campanha feita por servidores só merece elogios. “Foram sensacionais e realizaram um atendimento humanizado para o meu pai. Como não podíamos visitá-lo, os profissionais realizavam videochamadas para gente poder conversar com ele. Quando não eram possíveis as ligações, a gente recebia vídeos com mensagens dele”, relata.

Já para a esposa, Isabel Iori, a saudade foi muito grande, mas a felicidade da recuperação foi maior. “Temos 62 anos de casados e nunca ficamos tanto tempo longe um do outro. Ele era um caso especial e sei de todo o esforço que a equipe do hospital teve com ele até alcançar essa vitória”, ressalta.

Milagre

Para o coordenador médico do Hospital de Campanha e responsável pela maior parte da assistência feita ao Hermínio, Caio Saboya, o caso foi um milagre. Antes do paciente ser admitido no HC, ele ficou internado 27 dias no Hospital Santa Casa por conta de uma pneumonia e teve alta.

Após 15 dias em sua casa, Hermínio estava com sintomas da Covid-19. Em seguida, foi internado no Hospital de Campanha no dia 26 de junho.

“Seu Hermínio veio muito debilitado para cá. Ele possui DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), ou seja, era um caso frágil e que precisava de maior atenção. Além disso, precisamos cuidar de suas feridas por pressão devido à falta de oxigenação. Seu período de internação se prolongou, pois precisávamos cuidar de tudo e esperar a instalação de oxigênio em sua residência”, explica Caio.

Desafio

O coordenador médico também destaca experiência com a assistência de Hermínio. “Foi um grande desafio e também uma vitória. Tudo que aprendemos com Hermínio nos servirá para aplicar nos próximos pacientes. Dessa forma, vamos melhorando cada vez mais nossa assistência à população acometida pela Covid-19”, complementa Caio.

Hospital de Campanha

A ideia da implantação do Hospital de Campanha foi divulgada antes de Sorocaba confirmar seu primeiro caso confirmado da Covid-19, em março. Os ajustes na Arena Sorocaba iniciaram no mês de abril e no dia 25 de maio o local começou a funcionar para prestar assistência à população.

Atualmente o hospital possui 81 leitos ativados (75 clínicos e 6 de estabilização). A assistência é feita por aproximadamente 160 servidores entre enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos, fisioterapeutas, administrativos, assistentes sociais, psicólogo, médicos e coordenadores. A decisão de utilizar servidores traz economicidade para o município diante de um cenário frágil economicamente por conta da pandemia.

 

Para garantir o deslocamento dos pacientes com suspeita de Covid-19, a Prefeitura alugou oito ambulâncias brancas, usadas apenas para o transporte dos pacientes. Também foram alugadas duas ambulâncias UTI com equipes, para disposição de atendimento as 24 horas do dia.

Além do veículo devidamente equipado, as unidades de socorrismo atuam com médico; enfermeiro, técnico de enfermagem e o motorista. A empresa é, também, responsável também pela desinfecção do veículo. (Da Redação, com informações da Prefeitura de Sorocaba)

Comentários