Sorocaba e Região

Novo presidente da Câmara será definido no voto nesta sexta (1º)

Toda a Mesa Diretora da Câmara de Sorocaba será renovada
Novo presidente da Câmara será definido no voto nesta sexta (1º)
Presidente da Câmara controla a pauta, as articulações e orçamento de R$ 60 milhões. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (16/7/2020)

Nesta sexta-feira (1º), após a posse dos vereadores, a Câmara de Sorocaba definirá sua nova Mesa Diretora, que terá ações ao menos por dois anos. Cláudio do Sorocaba 1 (PL), que já presidiu a Casa, já teria os votos suficientes para levar o pleito. Porém, tudo se definirá, de fato, na hora do voto, durante a primeira sessão do ano.

Toda a Mesa Diretora da Câmara de Sorocaba será renovada. Além do presidente, serão escolhidos o 1º vice-presidente, 2º vice-presidente, 3º vice-presidente, 1º secretário, 2º secretário e 3º secretário. Não há remuneração extra pelo trabalho, mas, em tese, os parlamentares que compõe a Mesa ganham notoriedade e exposição, em especial nas transmissões da Câmara. Outros pontos estão em jogo, como o poder de articulação, em especial no caso do presidente.

A vereadora reeleita Iara Bernardi (PT) é candidata. Ela chegou a apresentar uma plataforma com as propostas para uma eventual gestão. Gestão colegiada, transparência, reforma do Regimento Interno e aumento da participação popular estão no programa. Ela lembrou que até hoje nenhuma mulher ocupou o cargo na história da cidade. “Uma gestão inovadora e com olhar feminino. Sorocaba merece isso”, diz.

Leia mais  Estoque de álcool e máscaras vencidos é verificado

Para o vereador Péricles Régis (MDB), entretanto, falta aprofundamento nas discussões para se definir a sucessão. O parlamentar disse acreditar que uma presidência tem que prezar pela economicidade inteligente, transparência nos atos, independência nos trabalhos e ainda que haja iniciativas para aumentar a participação popular.

O vereador reeleito deve colocar seu nome à disposição amanhã, mas sobretudo afirma querer discutir essa importância do cargo e proposituras para quem quer assumir a cadeira.

“É muito importante quando nos formos votar, entender que tipo de projeto, que tipo de intenção os presidenciavéis têm para o ano de 2021 e 2022”, afirma. Ele lembrou da independência necessária da Câmara com relação ao Executivo e do orçamento administrado pelo Legislativo sorocabano, que seria de R$ 60 milhões.

Fernando Dini (MDB), atual presidente da Casa, comentou sobre a importância do cargo. “A responsabilidade de ser presidente da Câmara é de lidar com um dos maiores poderes que existe na estrutura democrática. Manter sua independência, firmar parcerias com instituições sérias e ser responsável com o erário. Além de fiscalizar o Poder Executivo em todas as suas ações, acompanhar o desenvolvimento do plano de governo com rigor e legislar através de leis que beneficiem a nossa cidade”, diz.

Leia mais  Sorocaba totaliza 28.024 recuperados e 29.099 casos da Covid-19

“Lembrando sempre que também é manter a voz das minorias dentro da estrutura do Legislativo. Não vendo cor, classe ou partido. Respeitando e franqueando voz a todos”, complementa. “Me colocarei à disposição para ser presidente dessa instituição sempre que preciso for para manter a independência da Câmara Municipal de Sorocaba e sua força democrática. Infelizmente, hoje estamos vendo acontecer o contrário, finaliza,

O vereador eleito Cláudio do Sorocaba 1 não respondeu à reportagem. (Marcel Scinocca)

Comentários