Buscar no Cruzeiro

Buscar

Sorocaba

Castelo-Raposo teve 55% mais acidentes do que ano-novo anterior

Em 2021, foram 46 registros, contra 30, em 2020

04 de Janeiro de 2022 às 08:30
Vinicius Camargo [email protected]
O sistema Castelo-Raposo deve receber 510 mil veículos durante o feriado, segundo a CCR ViaOeste
O sistema Castelo-Raposo deve receber 510 mil veículos durante o feriado, segundo a CCR ViaOeste (Crédito: Emídio Marques )

O número de acidentes no sistema Castelo-Raposo durante o feriado de ano-novo aumentou 55% agora, na comparação com o mesmo período no ano passado. As ocorrências cresceram mesmo com o último feriado tendo menos dias -- quatro --, ante seis, em 2020. Em 2021, foram 46 registros, contra 30, em 2020. As informações foram tabuladas pelo Cruzeiro do Sul, com base em dados divulgados ontem (3), pela concessionária CCR ViaOeste, responsável pelo trecho.

O número de feridos se manteve nos dois anos: 16. Em 2021, não houve mortes, enquanto, em 2020, apenas uma vítima fatal. Os dados de 2021 abrangem o período entre a 0h da última quinta-feira (30) e a 0h de domingo (2).

Fluxo menor

O sistema registrou, em 2021, fluxo menor em relação a 2020. O volume médio diário caiu 7,7%, de 122.500 veículos, no ano passado, para 113.750, em 2020. Ou seja, 8.750 a menos, por dia. O movimento também foi cerca de 13% abaixo do esperado pela empresa, que eram 524 mil automóveis (69 mil a menos).

Nos quatro dias, a ViaOestre realizou 1.131 atendimentos. Foram 411 de pane mecânica; 56 de pneu furado; 31 de pane seca; 29 de superaquecimento do motor; 15 de pane elétrica; e 14 de bateria descarregada.

Feriado de Natal

Os acidentes no ano-novo também cresceram aproximadamente 35% no comparativo com o feriado de Natal do ano passado. Entre os dias 23 e 26 de dezembro, foram 22 casos, com 18 feridos e nenhum óbito. Assim, no feriado anterior, o número de feridos foi ligeiramente maior.

O movimento no Natal também foi quase 14% maior em relação ao ano-novo. Ao todo, 528 mil veículos passaram pelo sistema de 23 a 26 de dezembro (73 mil a mais). Na ocasião, o tráfego, porém, também ficou aproximadamente 12% abaixo da estimativa da concessionária, de 598 mil automóveis (70 mil a menos).

O Cruzeiro do Sul solicitou dados à concessionária AB Colinas, que administra quatro estradas na região, mas a empresa informou que só vai divulgar o boletim hoje (4).