Sorocaba e Região

Muro no entorno de escola cai após chuva em Sorocaba

Unidade foi reaberta nesta segunda (9) e as aulas foram mantidas, segundo pais de alunos
O muro que caiu fica no entorno da escola, mas pertence à construção ao lado. Crédito da foto: Cortesia

*Atualizada às 12h

O muro no entorno da escola municipal Antenor Monteiro de Almeida, no bairro Aparecidinha, em Sorocaba, caiu após as fortes chuvas registradas neste domingo (8). A unidade, que passava por reparos, foi reaberta nesta segunda-feira (9) e as aulas foram mantidas, segundo a Secretaria de Educação (Sedu).

Segundo a auxiliar de laboratório Lívia Freitas Lima, que é mãe de uma aluna que estuda na unidade, o muro que caiu faz parte da construção ao lado e não pertence à escola. Porém, ela afirma que a estrutura já apresentava rachaduras e vinha causando erosões no solo. “A situação já preocupava os pais e, com a chuva de ontem, o muro desabou de vez”, afirma.

Lívia explica que equipes das secretarias de Obras e da Educação estiveram no local na manhã desta segunda para uma vistoria. Conforme ela, foi informado que a queda não provocou danos estruturais à escola e os alunos poderiam ter as aulas normalmente, mas sem atividades externas. “Mas eu não tive coragem de deixar minha filha. Não sabemos o que pode acontecer”, diz.

Por meio de nota, a Sedu confirmou a vistoria e disse que o muro será reerguido, com previsão de conclusão até o fim da semana. A pasta reforçou que não houve danos à estrutura do prédio e por isso as atividades da escola serão mantidas. A avaliação contou com técnicos da Defesa Civil de Sorocaba.

Segundo pais de alunos, o muro já vinha apresentando rachaduras. Crédito da foto: Cortesia

Obras e reabertura

A escola, que antes funcionava como Centro de Educação Infantil (CEI-113), passou por reformas no ano passado e passou a atender as etapas de pré-escola e ensino fundamental l. A obra deveria ter sido concluída em setembro de 2019, mas a inauguração foi adiada por conta das chuvas, segundo a Prefeitura.

Com o término da reforma e após três adiamentos, a unidade voltou a funcionar no dia 3 de fevereiro, mas alguns pais não julgaram a unidade segura porque alguns homens ainda trabalhavam em reparos no local. Depois, a escola teve a fiação furtada por vândalos e as aulas foram interrompidas novamente.

Na semana passada, a Prefeitura anunciou a reabertura da escola para esta segunda-feira (9). Segundo a Secretaria da Educação, a fiação elétrica furtada foi reinstalada por meio de um contrato emergencial. A Sedu informou, ainda, que conforme o calendário escolar, as aulas que foram suspensas serão repostas ao longo do ano.

Comentários