Sorocaba e Região

Moradores reclamam de falta de água

Moradores reclamam de falta de água
Segundo o Saae, desabastecimento no Jd. Casa Branca aconteceu em razão de uma manutenção na ETA do Cerrado. Crédito da foto: Secom Sorocaba

Moradores do bairro Jardim Casa Branca, na zona norte de Sorocaba, reclamam de interrupções frequentes no fornecimento de água para aquela região.

Segundo relatos, no último domingo, dia 15, o abastecimento para as residências da rua Bonifácio Péres Rodolfo foi interrompido por volta das 12h e só foi restabelecido durante a madrugada de segunda-feira, dia 16.

Além disso, os moradores afirmam também que quando o fornecimento de água é normalizado, o líquido volta com uma coloração marrom e suja. Eles disseram, ainda, que já fizeram reclamações pelo telefone 156 da Prefeitura de Sorocaba e também para o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), mas mesmo assim as interrupções no fornecimento de água continuam.

Questionado, o Saae informou que Sorocaba não possui regiões ou bairros que apresentem interrupções constantes no abastecimento de água e que quando a falta de água ocorre, ela é momentânea e provocada por situações pontuais, como foi o caso do Jardim Casa Branca, no último domingo.

De acordo com a autarquia, naquele dia houve a necessidade de uma manutenção emergencial numa das válvulas dos filtros da Estação de Tratamento de Água Dr. Armando Pannunzio (ETA Cerrado), que precisou ser substituída. “Como reflexo dessa intervenção, o Centro de Distribuição Maria Eugênia, que abastece a região do Jardim Casa Branca, apresentou níveis baixos em seus reservatórios, dificultando as operações da autarquia para manter a regularidade no abastecimento daquela região, situação que foi superada e normalizada com a conclusão do trabalho emergencial e a consequente recuperação do CD Maria Eugênia, durante a noite do domingo e a madrugada da segunda-feira”, informou o Saae, em nota.

Leia mais  Com menos carros nas ruas, ar em Sorocaba tem melhora na qualidade

Quanto à alteração da cor da água, a situação, de acordo com a autarquia, foi provocada pelo revolvimento do fundo dos reservatórios, quando da retomada do abastecimento e a pressão de bombeamento. “Em ocorrências como essa, a autarquia orienta os munícipes a entrarem em contato e informarem a situação, para que uma equipe se desloque até o bairro, para proceder operações de descargas nas redes de distribuição, que eliminam a água alterada e normalizam o seu aspecto.” Os contatos com a autarquia podem ser feitos todos os dias da semana, 24 horas, pelos telefones 0800 770 11 95 (ligação gratuita) e (15) 3224-5800. (Ana Cláudia Martins)

Comentários