Sorocaba e Região

Moradores do Carandá reclamam de cobrança abusiva de condomínio

Inquérito civil deverá ser instaurado pela promotoria para apurar as supostas práticas irregulares contra os moradores
Residencial Carandá Foto: Fábio Rogério (12/6/2019)

Um grupo de moradores protestou e pediu ajuda aos vereadores durante a sessão ordinária da Câmara dos Vereadores desta quinta-feira (29) da Câmara de Sorocaba. Eles são condôminos dos residencias Carandá, Altos do Ipanema e Viver Melhor. A reclamação é de suposta cobrança abusiva e falta de flexibilidade em negociações de inadimplências das empresas que operam nas portarias dos condomínios dos residenciais.

Leia mais  Carandá completa dois anos e pede melhorias

 

Gabrieli da Silva Paula é uma das moradores e relata diversos problemas na atuação das empresas. Conforme ela, houve diversas tentativas de negociar os valores devidos, mas sem sucesso. “São R$ 16.800,00 de portaria, quando na previsão orçamentária era de R$ 12,500,00”, diz. Ainda conforme ela, o valor do que deveria ser pago mensalmente aumentou de forma injustificada.

Na mesma tarde, o vereador Rodrigo Manga (DEM) protocolou no Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP), um pedido de instauração de inquérito civil para apurar as supostas práticas irregulares contra moradores dos residenciais, que ficam na Zona Norte de Sorocaba. Segundo o documento, as denúncias são de cobrança de juros abusivos e de imposição de dificuldade aos moradores inadimplentes para que quitem seus débitos de condomínio após a data de vencimento. (Marcel Scinocca)

Comentários