fbpx
Sorocaba e Região

Mau estado de muro da antiga Cianê motiva preocupação na vizinhança

Com um ponto de ônibus na calçada, o muro apresenta sinais de deterioração com muitos tijolos quebrados em sua base
Mau estado de muro da antiga Cianê motiva preocupação na vizinhança
Com sinais de deterioração, moradores temem que construção desabe. Crédito da foto: Emidio Marques (15/10/2019)

 

Quem mora nas imediações da avenida São Paulo, próximo ao prédio da antiga Companhia Nacional de Estamparia (Cianê), se preocupa com as condições do muro que cerca o local. Com um ponto de ônibus na calçada, o muro apresenta sinais de deterioração com muitos tijolos quebrados em sua base.

Os moradores reclamam da falta de atenção, pois já procuraram a Defesa Civil para que providências fossem tomadas, mas nada foi feito no prédio centenário.

A promotora de vendas Samanta Aparecida Ramos, 38, que reside na Vila Haro, diariamente passa pela antiga construção. “Está muito desgastado e logo começa o período de fortes chuvas, então a gente teme por uma tragédia”, afirma. “Não tem muito tempo estavam reformando o telhado do prédio, mas o muro, que está todo danificado, continua do mesmo jeito”, reclama.

Leia mais  Defesa Civil alerta para estiagem e Saae pede economia de água

 

Sem  manutenção

Claudineia Brito de Oliveira, 56, conta que o marido já trabalhou na antiga estamparia e que nunca viu o local passar por manutenção. “A gente sempre fica de olho porque é impossível passar por ali e não lembrar da tragédia do muro do atual Pátio Cianê Shopping”, afirma a mulher, lembrando do desabamento ocorrido em 20 de dezembro de 2012, que causou a morte de sete pessoas.

“Ali é um local que passa muito idoso, gente a pé, então não pode esperar acontecer um acidente para buscar uma solução”, critica a dona de casa.

Já a aposentada Genina Mauro do Carmo, 87, mora em frente ao prédio centenário há 45 anos e conta que manutenções no local seriam necessárias, mas não imagina que há risco de desabamento. “Essas construções antigas são muito resistentes e esse muro é do mesmo jeito desde que passo por aqui”, conta a idosa enquanto aguardava o ônibus.

Leia mais  Caminhão desgovernado atinge muro e portão de casa em São Roque

 

Fez vistoria

A Secretaria de Segurança e Defesa Civil informou nesta terça-feir (15) que realizou vistoria no local em fevereiro e constatou não haver qualquer iminência de colapso estrutural no muro da antiga Companhia Nacional de Estamparia. (Larissa Pessoa)

Comentários

CLASSICRUZEIRO