Sorocaba e Região TV Cruzeiro

Luiz Marinho faz campanha em Sorocaba

Candidato ao Governo de SP concedeu entrevista para a TV Jornal Cruzeiro do Sul
Luiz Marinho visita a Redação do jornal Cruzeiro do Sul. Crédito da foto: Erick Pinheiro

 

Em campanha na região sudoeste paulista, o candidato ao governo de São Paulo pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Luiz Marinho, visitou nesta sexta-feira (28) a redação do jornal Cruzeiro do Sul, seguindo depois para atividade externa no centro da cidade. Acompanhado dos candidatos a deputado federal e estadual, respectivamente, Izídio de Brito e Hamilton Pereira, Luiz Marinho foi recebido por diretores da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA) e pelo editor-chefe Romeu-Sérgio Osório, e falou dos seus principais pontos do plano de governo.

Vindo de Itapeva, onde se reuniu com agricultores e papeleiros, Marinho explicou que vários pontos do seu plano de governo foram testados quando foi prefeito de São Bernardo do Campo, e que deram certo, como por exemplo o de incentivo aos pequenos agricultores. Não somente para essa categoria, mas para os pequenos empreendedores também de outros setores, ele defende a criação de um Banco de Fomento e Desenvolvimento, estando sua proposta focada na geração de empregos.

 

Criticando os 24 anos de governo do PSDB no Estado, na área da saúde o candidato ao governo pelo PT defende uma gestão compartilhada entre a União e o Município, com o Estado assumindo a coordenação, e disse que pretende criar o Programa de Especialidades, pelo qual o paciente, ao dar entrada na consulta, já sai encaminhado para a especialidade necessária. Outra proposta é o Programa de Internação Domiciliar, destinado a pacientes crônicos que precisam de leito. Com isso, ao seu ver, o tratamento será mais humanizado, e reduzirá a falta de leitos hospitalares.

Em relação à segurança pública, Marinho aposta na valorização profissional dos policiais civis e militares, bem como equipar com melhores instrumentos de trabalho, além de criar uma força-tarefa com as forças policiais e o Ministério Público para enfrentamento do crime organizado, e, na outra ponta, incentivar alunos a cursarem oficinas fora de seus horários de aula para tirá-los das ruas: “custa menos que manter um jovem na Fundação Casa”. Na educação, disse pretender dobrar, ao longo dos quatro anos, o salários dos professores.

O candidato também disse que estudará a demanda dos quatro eixos ferroviários para escolher dois deles para fomentar o transporte de passageiros, com integração modal e bilhete único. Os eixos são São Paulo-Campinas-Americana, São Paulo-Vale do Paraíba, São Paulo-Sorocaba, e São Paulo-Baixada Santista.

Aparecendo em quarto lugar nas pesquisas a uma semana das eleições, Marinho se disse confiante em crescer na reta de chegada, citando inclusive seu desempenho de quando foi prefeito por São Bernardo do Campo e dias antes aparecia com apenas 3% de intenção de votos: “eleição é como jogo de futebol, só acaba quando todas as urnas forem apuradas, e quem quer ser campeão não pode escolher adversário”.

Confira a entrevista completa:

 

Comentários