Sorocaba e Região

Interessadas em gerir escolas apresentam hoje suas propostas em Sorocaba

Compõem este chamamento oito prédios que eram utilizados pelo projeto Oficina do Saber
Os prédios da Oficina do Saber passam por adaptações para funcionarem como creches. Crédito da foto: Emídio Marques / Arquivo JCS (9/8/2018)

As organizações sociais (OSs) interessadas na gestão de oito unidades da rede municipal de ensino de Sorocaba devem entregar nesta quarta-feira (28) as propostas e documentação. O procedimento será realizado às 15h na Secretaria Municipal da Educação (Sedu) no Jardim Saira. A licitação faz parte do projeto de “gestão compartilhada da Educação”, promovido pela Prefeitura de Sorocaba, e que pretende manter 24 escolas da rede municipal sob a administração de organizações sociais no ano letivo de 2019.

O projeto é justificado pela Prefeitura como uma forma de aumentar o número de vagas em creche na rede municipal. Seis OSs estão qualificadas para concorrer ao edital de chamamento público, segundo informado pelo município em outubro.

Leia mais  Gestão compartilhada de UPHs em Sorocaba fica para próximo ano

 

Compõem este chamamento oito prédios que eram utilizados pelo projeto Oficina do Saber e agora serão adaptados para a função de creche. Esse locais eram utilizados pelo Programa Escola em Tempo Integral, lançado em 2012, para atividades complementares e suplementares no contraturno escolar.

As unidades deste edital são: “Profª. Maria José Vieira Stecca”, no Jardim Montreal; “Leonyda da Silva Oliveira”, Jardim Marcelo Augusto; “Marilene de Campos Bernandes Fogaça”, no Conjunto Habitacional Ana Paula Eleutério (Habiteto); “Innocente Berci” no bairro Júlio de Mesquita Filho; “Leda Terezinha Borghesi Rodrigues”, no Jardim Ipanema Ville; “Antonieta da Silva Gomes”, na Vila Barão; “Nelson da Fonseca”, no Parque das Laranjeiras, e uma unidade denominada “Jardim Rodrigo”, no bairro Jardim Rodrigo. No total, elas deverão representar uma capacidade de 1.020 vagas.

De acordo com o edital, as organizações receberão R$ 590 mensais por cada aluno regularmente matriculado na instituição gerida pela OS. Segundo o município, os valores têm como base o custo médio de unidades de igual porte mantidas atualmente pela Secretaria Municipal da Educação. Além disso, as organizações receberão um valor único de cerca de R$ 100 mil para a compra de mobiliários e equipamentos.

Comentários