Informação Livre

Secretários Estaduais na FUA

Secretários estiveram nesta quinta (14) em visita ao Jornal Cruzeiro do Sul
Secretários Estaduais na FUA
Crédito da foto: Fábio Rogério

O secretário de Comunicação do Estado de São Paulo, Cleber Mata, mais o secretário de Publicidade, também do Estado, Duilio Malfati e o coordenador regional de imprensa, Luiz Paro, estiveram nesta quinta-feira (14) em visita ao Jornal Cruzeiro do Sul quando puderam conhecer a Redação e parque gráfico e a atuação da FUA no setor de Educação e no setor de imprensa. Foram recebidos pelo Editor-Chefe e discutiram estratégias de conteúdo e mídia juntamente com a gerente comercial da rádio Cruzeiro FM, Andresa Virgílio.

Do Carlos Brickmann

O Homem do Tijolo informa: “Que ninguém se iluda: não há divergência séria entre Bolsonaro e o vice. Há divergências entre os filhos de Bolsonaro e o vice; mas alguém me disse que essas divergências, embora continuem a existir, serão dia a dia menos barulhentas. Olavo de Carvalho, ideólogo de boa parte do Governo, autor da indicação de pelo menos dois ministros, Educação e Relações Exteriores, da total confiança de Eduardo Bolsonaro, tem seguidores e já abriu fogo contra o vice Mourão. Olavo é ouvido. Mas muito mais ouvido do que ele é um ministro que fala baixo, porém silencia as estridências de outros: o general Augusto Heleno, respeitadíssimo, principal contato de Bolsonaro com as Forças Armadas. Augusto Heleno, por sua força, evita ao máximo os conflitos abertos. Mas, em caso de divergência, é ele que ganha. Heleno tem excelentes relações com Mourão e com Bolsonaro. Dizem que já pediu aos filhos de Bolsonaro que, exatamente por ser filhos, não se sintam tentados a pressionar o pai. Tudo indica que foi ouvido.

Leia mais  Estado-nação

Um bom exemplo da ação de Heleno é o Sínodo da Amazônia, que se realiza em outubro, no Vaticano. Governistas radicais acusaram a Igreja de dar voz à esquerda para atacar Bolsonaro. Heleno disse que o Brasil deve só defender a Amazônia brasileira, sem se envolver em nada que envolva soberania de outros países ou temas religiosos. O Brasil não aceita lições de países que desmataram mais do que nós. Foi duro — e sem ataque à Igreja.”

Desmembramento

Uma parte da cidade de Iperó, mais precisamente do bairro de George Oetterer, fez uma pesquisa em uma rede social para saber o posicionamentos dos moradores com relação ao desmembramento do município, que passaria a pertencer a Sorocaba. Dos 107 votantes — até ontem–, 94 preferiram a mudança. Evidentemente, que a pesquisa não tem validade legal, mas mostra um pouco do sentimento dos moradores do bairro. Vale lembrar que o prefeito José Crespo já defendeu a mudança.

Precisa de um despertador?

Demorou três sessões para que o presidente da Câmara de Sorocaba, Fernando Dini (MDB), desse um puxão de orelha nos colegas que atrasam o início dos trabalhos. Ontem, Dini usou o trunfo já conhecido nesses casos: ou os vereadores se apresentam para se cumprir o número regimental ou se suspende a sessão. Os trabalhos foram iniciados às 9h37. Deveriam começar às 9h…

Convocação ou convite?

A polêmica em torno do empréstimo que a Prefeitura de Sorocaba pretende tomar para obras de mobilidade continua dando o que falar na Câmara. Além de uma emenda, os vereadores querem também a presença de secretários municipais para explicar e detalhar a situação. Na semana que vem, cinco deles deverão ser convidados a comparecer ao Legislativo. Nos planos dos vereadores, Fazenda, Mobilidade e Acessibilidade e Obras estão na lista das pastas convidadas. Chegou-se a cogitar a convocação, mas demoraria mais tempo e atrasaria ainda mais a tramitação do projeto. A propósito do número de secretários, a ideia dos vereadores é garantir ao menos três deles, para evitar que os legisladores fiquem a ver navios.

Comentários