Informação Livre

São Paulo é o maior produtor de flores do Brasil

Atibaia e Holambra são os principais municípios produtores paulistas



SP é o maior produtor de flores do Brasil
Crédito da foto: Divulgação

Levantamento divulgado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento apontou que o Estado de São Paulo é o principal produtor e exportador de flores no Brasil. Em 2018, a produção paulista exportou US$ 8,41 milhões, representando 62,3% do valor total do produto exportado pelo País (US$ 13,5 milhões). Atibaia e Holambra são os principais municípios produtores paulistas com a área de produção de, respectivamente, 891,5 e 397,1 hectares de flores de corte, flores ornamentais, floricultura de vaso, crisântemo e rosa. Por conta desse potencial, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento quer fomentar a cultura das flores e, para isso, desenvolve pesquisas por meio dos institutos da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta).

Aeroporto e hangares

A deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB) teve reunião, na tarde de quarta-feira (10), com o superintendente do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp), Antônio Claret de Oliveira. A pauta foi uma demanda da Associação dos Proprietários de Hangares Particulares do Aeroporto de Sorocaba (Aprohapas), que quer o livre acesso dos hangares à pista de pouso e decolagem do Aeroporto. Após gestões da deputada com o governador em exercício Rodrigo Garcia (DEM), houve uma prorrogação no prazo para se chegar a um acordo final entre as duas partes, que se reunirão novamente no dia 1º de agosto. Participaram da reunião o presidente da Aprohapas, Paulo Oliveira, proprietários e diretores da Aprohapas, os secretários municipais de Sorocaba, Luiz Alberto Fioravante, de Mobilidade e Acessibilidade e Mirian Zacareli de Planejamento e Projetos, e o diretor da Seplan, Telmo Pereira Cardoso, além de diretores do Daesp.

Leia mais  Comércio de Sorocaba reclama de prejuízos com obras do BRT na Itavuvu

Desobediência política

Há quem não acredite que as prometidas sanções contra os vereadores do MDB, que votaram contra a cassação da vice-prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho (PTB), sejam, de fato, aplicadas. O partido havia fechado questão em torno da cassação, mas na hora do voto, não houve unanimidade. Péricles Régis e Hudson Pessini, que é namorado da vice, votaram pela absolvição. Como argumento, usa-se o fato de que, supostamente, não houve o respeito ao rito que pudesse levar a uma sanção mais severas como perda de mandato. Teria faltado, por exemplo, aviso com antecedência e ata de reunião.

Organização Social

A Câmara de Votorantim aprovou um projeto de lei apresentado pelo Executivo que autoriza a Comissão Municipal de Assistência Social (Comas) a converter-se em Organização Social, nos moldes da Lei Federal número 9637, de 15 de maio de 1988 e Lei Municipal número 2638, de 14 de junho de 2018. O projeto foi aprovado com votos contrários dos vereadores Gaguinho (DEM), Fabíola Alves da Silva Pedrico (PSDB), Alfredo Pissinato (PPS) e Mauro do Materiais (PTB).

Leia mais  Burocracia atrasa o funcionamento da nova radioterapia na Santa Casa de Sorocaba

Justiça cancela concessões ligadas a Collor

A Justiça Federal em Alagoas determinou o cancelamento da concessão, permissão ou autorização do serviço de radiodifusão sonora ou de sons e imagens outorgado à TV Gazeta de Alagoas, à Radio Clube de Alagoas e à Rádio Gazeta de Alagoas, por terem em seu quadro societário o senador Fernando Collor (PROS/AL), licenciado. A decisão acolhe pedido do Ministério Público Federal e mantém “a prestação dos serviços atualmente realizados pelas empresas concessionárias até o trânsito em julgado da sentença”. As informações foram publicadas na quarta-feira (10) pelo site da Procuradoria da República, em Alagoas.

Comentários

CLASSICRUZEIRO