Informação Livre

Gabinete de Leitura

o novo presidente do Gabinete de Leitura, João Brotas, e seu vice, Laor Rodrigues, visitaram o Cruzeiro do Sul

 

João Brotas e Laor Rodrigues foram recepcionados por Laelso Rodri­ gues e Luiz Zamuner. Crédito da foto: Reinaldo Galhardo

Visitou a Redação do Cruzeiro do Sul o novo presidente  do Gabinete de Leitura, João Brotas, que será empossado  no próximo dia 9. Brotas esteve com seu vice-presidente,  Laor Rodrigues e foram recepcionados por Laelso Rodri­ gues, membro do Conselho de Administração da FUA, e por  Luiz Zamuner, membro do Conselho Editorial do Jornal.  Leia mais e assista ao vídeo aqui.

Negligência do DSR

O Departamento Regional de Saúde de Sorocaba (DRS) levou um belo puxão de orelhas do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP). O motivo é a falta de apresentação de prestação de contas à Corte. O montante “negligenciado” soma, nada mais nada menos, que R$ 14.371.311,24, referente a repasses feitos à cidade de Salto. Diz o TCE que a DRS “tem negligenciado a apresentação de documentos. Em sua última manifestação, a Procuradoria da Fazenda do Estado entendeu conveniente nova notificação e de modo pessoal do responsável pelo Departamento Regional de Saúde de Sorocaba, a fim de que apresente o parecer ‘conclusivo’”. O TCE ameaça a instituição de multa e sanções administrativas, caso os documentos não sejam apresentados. O despacho é de 29 de janeiro.

Leia mais  Fotos mostram antes e depois em Sorocaba

Judiciário x Câmara

A novela da eleição da Mesa Diretora da Câmara de Votorantim ainda não chegou ao fim. Embora tenha ocorrido a votação na terça-feira, com escolha do novo presidente pelo quesito idade, ainda há pendência judicial no caso. Ontem, a juíza Luciana Carone Nucci Eugênio Mahuad não acatou um pedido de tutela de urgência no processo que trata da questão. A juíza pesou os limites da ação, bem como alegou que o Judiciário não deve decidir acerca da interpretação e da aplicação do regimento interno da Câmara. Portanto, Pastor Lilo (MDB) segue presidente da Casa.

Araçoiaba de Interesse Turístico

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) votou o projeto de lei que classifica Araçoiaba da Serra como Município de Interesse Turístico (MIT) — veja na página A4. Espera-se que, além da verba de R$ 600 mil anuais de turismo, a segurança dos moradores aumente. Aguarda-se uma cidade limpa e sem lixo nas estradas rurais. E se não for pedir muito, uma cidade com iluminação e ruas com menos buracos. Ah, sim, e com atendimento de saúde à população e transporte público para as crianças irem às escolas.

Leia mais  Creche é entregue no São Guilherme

Transferindo o mico

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo determinou que o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), órgão do governo estadual, transfira a propriedade das marginais Tietê e Pinheiros e das pontes e viadutos construídos pelo órgão em toda a extensão das duas vias para a Prefeitura da capital paulista. A decisão foi tomada devido ao impasse entre o órgão e a administração municipal, que ao longo de 20 anos impediu a manutenção do viaduto que cedeu na marginal Pinheiros, em novembro passado.

O viaduto continua interditado para reforma e segundo as previsões da prefeitura, deve ser reaberto para os veículos em maio. De acordo com o despacho do TCE, a determinação decorre da notícia de que já havia comunicação da Prefeitura junto ao DER dizendo que em 2012 o viaduto foi vistoriado, ocasião em que se constatou problemas, e da existência desde 1997 de processo de transferência da posse do viaduto, com ofício datado de 2013, enfatizando a necessidade de transferência para inclusão no Programa de Recuperação de Obras da Prefeitura.

Leia mais  Tecnologia nas rodovias paulistas

Além disso, o TCE questiona a existência das três pendências para efetivar a transferência e novo ofício da Prefeitura confirmando nova inspeção visual que constatou dilatação, fissura nos pilares e concreto desgastado com armadura expostas. Por meio de nota, o DER disse que respeita a decisão do TCE e informa que técnicos do Estado e da Prefeitura paulistana trabalham para que as obras sejam transferidas oficialmente. Enquanto isso na região da RMS, rodovias permanecem inacabadas ou mal acabadas.

 

Comentários

CLASSICRUZEIRO