Informação Livre

Balas viabiliza recursos para Pilar do Sul

Balas viabiliza recursos para Pilar do Sul
Crédito da foto: Divulgação

O deputado estadual agente federal Danilo Balas (PSL) visitou na última segunda-feira (5) Pilar do Sul e oficializou a entrega de emendas parlamentares, de sua autoria, no valor de R$ 200 mil reais para o município. Em visita à Santa Casa de Misericórdia de Pilar do Sul, onde foi recebido pelo presidente da irmandade, Valdinei de Carvalho. Segundo o presidente, o recurso já foi liberado pelo Governo de Estado e será utilizado para aquisição de um elevador que proporcionará melhor acessibilidade aos pacientes. O parlamentar também reservou mais R$ 100 mil reais de suas indicações para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Pilar do Sul. A entidade assiste a 126 pessoas e suas respectivas famílias. Durante o encontro, o deputado teve e oportunidade de conhecer o trabalho desenvolvido pela diretoria da entidade. O dinheiro será usado para a compra de equipamentos. O deputado foi recebido pelo presidente da associação, Getúlio Shoiti Yokotobi.

Suspeita de Covid

A coligação “A mudança vai começar” informou ontem que Fernando Martins da Costa Neto, o Fernando do Clube São Bento, candidato a vice-prefeito de Rodrigo Manga (Republicanos), estava com suspeita de Covid-19. Ele estava fazendo todos os exames em um hospital particular de Sorocaba e recebendo atenção médica. Ainda segundo a coligação, Fernando Martins estava bem. “A coligação envia a ele as melhores energias e deseja pronto restabelecimento”, termina a nota.

Proibição de “pancadões”

Foi aprovado em segunda discussão o projeto de lei que proíbe a utilização de vias públicas, praças, parques, pistas de caminhada, jardins e demais logradouros públicos para a realização por particulares de “pancadões”. O projeto também proíbe eventos musicais não autorizados ou que se valham de aparelhos de som instalados em veículos automotores. A proibição se estende a espaços privados de livre acesso ao público como postos de combustíveis e estacionamentos ou qualquer outro espaço público ou privado que não seja regularizado, estruturado e devidamente autorizado pelo poder público municipal para este tipo de evento. O descumprimento da norma acarretará a apreensão imediata do equipamento de som e do veículo e até multa, que pode chegar a R$ 3 mil. O projeto foi aprovado com seis emendas.

Motoboys de aplicativo

A Câmara também aprovou em primeira discussão o projeto de lei que obriga as operadoras de aplicativos de entrega de produtos, com atividades no município de Sorocaba, a manter ao menos um ponto de apoio físico na cidade aos trabalhadores responsáveis pela entrega. A base de apoio deverá ter instalações adequadas para acomodar o número de entregadores que operam o sistema enquanto aguardam os pedidos efetuados, garantindo a eles sanitários, produtos de higiene e água potável. O autor defendeu a proposta que a iniciativa pretende oferecer melhores condições de trabalho a motoboys. Com parecer favorável da Comissão de Justiça, o projeto prevê que a Prefeitura deve regulamentar a lei, caso aprovada em definitivo.

Contrato para residenciais terapêuticos

A Secretaria da Saúde de Sorocaba assinou contrato com a Associação de Atenção Humanitária à Saúde (Athus). O objeto é a gestão e administração de 14 serviços residenciais terapêuticos Tipo II, componentes da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). Os usuários são pessoas com histórico de internação de longa permanência, egressos de hospitais psiquiátricos, conforme portarias do Ministério da Saúde. A validade é de quatro meses. O valor é de R$ 1.795.818,64.

Comentários