Sorocaba e Região

Índices de criminalidade têm queda no ano

Em Sorocaba, homicídios, estupros e roubos estão entre os crimes que tiveram redução em 2019 ante 2018
Para o delegado seccional assistente da Polícia Civil em Sorocaba, Rodrigo Ayres, a redução em tais índices reflete as ações de policiamento preventivo desenvolvidas na cidade. Crédito da foto: Emídio Marques

 

Estatísticas da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP) e da Polícia Civil do Estado de São Paulo apontam que os índices de homicídios, estupros, roubos e furtos foram reduzidos em 2019 em relação ao ano anterior, e que o número dos boletins de ocorrência (BO) registrados pelas vítimas aumentou na cidade na comparação com 2018.

Conforme os dados disponíveis no site da SSP, no ano passado foram registrados 96 homicídios (47 dolosos e 49 culposos por acidentes de trânsito), 189 estupros (sendo 150 de vulneráveis), 2.305 roubos (377 de veículos) e 8.191 furtos (1.303 de veículos).

Esses índices são menores do que os computados em 2018: 109 homicídios (50 dolosos e 59 culposos), 200 estupros, 3.006 roubos e 9.572 furtos ocorreram na cidade naquele ano. Entre 2018 e 2019, o único índice que teve aumento foi o de lesões corporais: de 2.664 para 2.819.

Para o delegado seccional assistente da Polícia Civil em Sorocaba, Rodrigo Ayres, a redução em tais índices reflete as ações de policiamento preventivo desenvolvidas na cidade e o trabalho de inteligência policial — cuja eficácia está relacionada com as informações dos boletins de ocorrência. Em 2019 foram 45.145 boletins registrados na cidade, ante 43.318 no ano anterior.

“Nós temos um setor de inteligência policial dentro da Delegacia Seccional que faz o cruzamento e o filtro das informações registradas pelos BOs com o objetivo de rastrear os crimes com um mesmo ‘modus operandi’. O crime também age pela ‘moda’ e a Polícia verifica essas tendências com a tecnologia, impedindo que o criminoso continue fazendo novas vítimas com uma mesma prática”, observa.

Por isso, o delegado assistente reforça a importância do registro dos boletins de ocorrência pelas vítimas. “Hoje a Polícia conseguiu recuperar um terreno perdido na questão da tecnologia, mas precisamos inserir os dados para gerar um mapeamento. Então o cidadão que foi vítima de algo precisa fazer essa comunicação e tem vários canais para isso; não só os Plantões Policiais, mas também os Distritos Policiais”, detalha Ayres. Outra forma é o registro on-line, disponível para algumas modalidades.

Inquéritos e resolução

A Polícia Civil de Sorocaba informou ainda que foram instaurados 4.767 inquéritos policiais em 2019 — índice superior ao dos 3.480 inquéritos de 2018. Essa métrica difere bastante do total dos boletins de ocorrência registrados porque, conforme Ayres, a Polícia só instaura um inquérito quando há indício de que o crime de fato ocorreu — ou de que se vai chegar ao autor. Muitos casos, ainda, não são de competência da Polícia Judiciária.

Sobre a resolução dos crimes, foram 1.952 em 2018 e 1.868 em 2019. Quanto a isso, o delegado assistente reitera que a sociedade precisa dar um voto de confiança às autoridades para que seja reduzida a sensação de insegurança entre as pessoas, e que a Polícia Civil vem trabalhando com esse objetivo, investindo também em ações comunitárias além da inteligência de investigação.  (Eric Mantuan)

Leia mais  Chuva causa queda de energia e semáforos desligam no centro de Sorocaba
Comentários