Sorocaba e Região

Índices de criminalidade aumentam em novembro

Estatística mostra, no entanto, queda no número de homicídios dolosos e de crimes na comparação de 2019
Índices de criminalidade aumenta em novembro
Polícias de São Paulo atuam para combater todas as modalidades criminosas. Crédito da foto: Vinícius Fonseca (25/11/2020)

Em novembro, a cidade de Sorocaba apresentou aumentos nos casos de lesão corporal intencional, estupros, além de roubos e furtos de veículos, em comparação com os meses anteriores. Os dados estatísticos foram divulgados pela Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo, na segunda-feira (28).

De acordo com o índice, o registro de ocorrências de lesão corporal dolosa, em novembro, foi o maior desde o início do ano, com 139 casos. Os números apresentaram variação durante todo o ano e, apenas nos meses de março, abril, maio e outubro, o município registrou menos de 100 casos.

Os crimes de estupro, em novembro, tiveram o segundo maior índice da série ao longo do ano, ficando atrás apenas de janeiro, que registrou um caso a mais. Ao todo, foram 19 casos no mês passado.

O total de roubos diminuíram de 97 para 96 casos na comparação entre outubro e novembro. Entretanto, os dois meses representam um aumento de casos neste semestre. De julho a setembro, a cidade se manteve entre 67 a 72 ocorrências desta natureza.

O mesmo acontece com os crimes de furto. Desde abril, Sorocaba registrava entre 307 e 368 casos. Já nos meses de outubro e novembro, esse índice saltou para 466 e 428, respectivamente.

Leia mais  Só cresce

Esses dados demonstraram queda no número de ocorrências de homicídios dolosos, ou seja, quando há intenção de matar, com apenas um caso, em novembro. O indicador do último mês é o menor de 2020. Enquanto isso, homicídios culposos por acidente de trânsito diminuíram 40% em comparação com setembro – mês em que foi registrado o maior número dessa ocorrência.

Sobre a região de Sorocaba, a Secretaria de Segurança Pública do Estado afirmou que as polícias paulistas atuam para combater todas as modalidades criminosas. A pasta informou que a região apresentou queda na criminalidade se comparadas com 2019. “Em comparação ao mesmo período do ano passado, a região apresentou queda no número de homicídios culposos, lesões corporais dolosas e culposas, estupros, roubos, roubos de veículos, roubos de carga, furtos e furtos de veículos”, apontou em nota.

Estado tem queda nos índices

O Estado de São Paulo apresentou redução de casos de homicídios, latrocínios, estupros e todas as modalidades de furto, em comparação com os indicadores de novembro de 2020 e o mesmo mês em anos anteriores.

Conforme as estatísticas de homicídios dolosos, o Estado registrou queda de 1,2% na comparação entre novembro de 2019 e 2020. O total de casos passou de 246 para 243, representando o segundo menor registro na série histórica do período, iniciada em 2001.

Leia mais  Inscrições para creches terminam nesta sexta-feira (15)

Os registros de estupros caíram 3,5%, de acordo com o indicador. Os casos passaram de 1.090 em novembro de 2019 para 1.052 no mês passado, totalizando uma diminuição de 38 ocorrências.

Segundo o índice do Estado, o crime de extorsão mediante sequestro não registrou nenhum caso pela terceira vez na série. Já os casos de roubos seguidos de morte recuaram de 14 para 12. Vítimas de latrocínio tiveram uma queda de 3 casos em comparação com o mesmo mês de 2019. Dessa forma, o crime registrou o menor número de ocorrências da série histórica,

Nos furtos em geral o recuo foi de 15,9%, enquanto furtos de veículos diminuiu 22,6%. No primeiro tipo, o Estado de São Paulo registrou 34.909 casos, sendo 6.596 a menos, se comparado com novembro de 2019. Já na segunda modalidade, o número de crimes caiu de 7.642 para 5.914 no mesmo período. Ambos representam os menores indicadores do acompanhamento, desde 2001.

Ainda conforme os dados divulgados, roubos em geral também diminuíram 12,2%. No mês passado, foram contabilizados 18.742 boletins de ocorrência desse tipo, enquanto em 2019, foram 21.350 casos.

Leia mais  Polícia Militar vai garantir proteção total às vacinas

Roubos de veículos caíram 27,3%, sendo 3.959 em 2019, contra 2.870 em 2020. Roubos de cargas reduziram 20,3%, com 131 ocorrências a menos. Entretanto, o crime de roubo a bancos registrou um aumento de dois para três na comparação.

Além disso, as três polícias estaduais ainda prenderam 10.802 suspeitos, apreenderam 913 armas de fogo e 3.170 flagrantes de tráfico de drogas foram registrados em novembro deste ano.

Ao jornal Cruzeiro do Sul, a Secretaria Estadual de Segurança ainda e salientou que as forças de segurança realizam análises periódicas para “estabelecer planos de prevenção de delitos e, quando necessário, reforçar o patrulhamento ostensivo, preventivo e investigativo”, concluiu a nota. (Kally Momesso – programa de estágio / Supervisão: Aldo Fogaça)

Comentários