Sorocaba e Região

Inauguração de Ecoponto elimina descarte irregular

Área, na Vila Helena, era utilizada pela população para depósito de lixo
Inauguração de Ecoponto elimina descarte irregular
Espaço agora é cercado e tem controle de entrada dos cidadãos e limite para depósito de entulho. Crédito da foto: Secom Sorocaba

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Serviços Públicos e Obras (Serpo), inaugurou, ontem (25), o Ecoponto na rua Roque Sampaio, 100, na Vila Helena, em uma área pública que, até então, estava sendo utilizada para descarte irregular de lixo e todo tipo de resíduo.

Além da limpeza do terreno, valorizando o bairro, os cidadãos finalmente têm de volta esse serviço gratuito, que tem como objetivo dar a destinação correta a diferentes tipos de resíduos e evitar o descarte irregular em locais públicos na cidade.

“É uma alegria muito grande estar aqui, inaugurando este Ecoponto. Só quem passa, trabalha ou mora aqui sabe o caos que estava essa situação. Transformamos um lixão em um lugar adequado, limpo e digno”, disse o prefeito Rodrigo Manga.

O secretário da Serpo, Darwin José de Almeida Rosa, informou que foram retirados quatro mil metros cúbicos de materiais inservíveis daqui, o que equivale a 350 viagens de caminhões de entulho.

O prefeito lembrou que o antigo lixão servia no sustento para algumas pessoas do bairro, como a dona Maria de Lurdes da Silva, que conseguia obter uma renda de R$ 600, por mês, com a coleta e comercialização de recicláveis descartados no local. “Essas pessoas, que como a dona Lurdes, tiravam o sustento daqui vão poder continuar, mas de uma forma organizada, sem riscos à saúde, de forma digna e com a qualidade que merecem”, disse Manga. O descarte de resíduos no espaço gerava condições para o aparecimento de ratos, baratas, escorpiões e insetos e, consequentemente, o surgimento de doenças, tornando o local insalubre.

Leia mais  GCM detém homem com 430 porções de drogas

Diferentemente dos antigos ecopontos que existiam em Sorocaba, o espaço agora é cercado e tem controle de entrada dos cidadãos. As pessoas podem depositar gratuitamente no local até um metro cúbico de entulho de obras, madeiras de construção civil, móveis velhos, recicláveis, resíduos eletrônicos e eletrodomésticos, o que equivale a aproximadamente cinco carrinhos de mão. Não será permitido o descarte de resíduo domiciliar, óleo automotivo e seus frascos, podas e vegetação, lixo hospitalar, lâmpadas, gesso, tintas, pneus, animais mortos e sucata de veículos.

Volumes maiores demandam a contratação do serviço de caçambas particulares ou a contratação de uma empresa licenciada para fazer o descarte no Aterro de Resíduos Inertes. (Da Redação, com informações da Secom Sorocaba)

Comentários