Sorocaba e Região

Imóveis de dois dormitórios lideram vendas no setor

Estudo feito pelo Secovi mostra que estoque e produção do setor imobiliário tiveram queda em Sorocaba
Imóveis de dois dormitórios lideram vendas
Presidente do Sindicato da Habitação e reitor da Universidade Secovi, Basilio Jafet, abriu o evento desta segunda-feira (7). Crédito da foto: Fábio Rogério (7/10/2019)

 

O sorocabano tem adquirido, durante os últimos três anos, imóveis de dois dormitórios econômicos, com metragem entre 46 m2 e 65 m2 de área útil, e preço até R$ 230 mil. É o que aponta o Estudo do Mercado Imobiliário realizado pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (sindicato da habitação) em parceria com a Robert Michel Zarif Assessoria Econômica. A pesquisa também registra queda de 23,5% no estoque de imóveis no último ano em Sorocaba.

Para se ter ideia, Sorocaba registrou, no mês passado, a oferta de 2.548 unidades disponíveis para venda, o que representa a redução de 23,5% em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando houve 3.329 unidades não comercializadas. Esta oferta é formada por imóveis na planta, em construção e prontos (estoque), lançados nos últimos 36 meses (outubro de 2016 a setembro de 2019).

O levantamento indicou que, entre outubro de 2018 e setembro de 2019, foram lançadas no município 2.630 unidades, volume 19,6% abaixo do registrado no período anterior, quando os lançamentos totalizaram 3.272 residências. Nesse mesmo intervalo, foram comercializados 2.976 imóveis novos. O resultado representa uma redução de 13,3% em relação às 3.433 unidades vendidas e contabilizadas no estudo passado.

Leia mais  Venda de imóveis no Brasil cresce 17,3% no segundo trimestre

 

Ainda conforme o apontamento, os imóveis de dois dormitórios econômicos destacaram-se em quase todos os indicadores, entre outubro de 2018 e setembro de 2019, registrando a maior quantidade de vendas (2.347 unidades), de lançamentos (1.952 unidades) e de oferta final (2.085 unidades) e de valores (R$ 389,1 milhões).

Aliás, não apenas do ano passado para cá, mas nos últimos três anos, de outubro de 2016 a setembro de 2019, o produto que mais se sobressaiu em lançamentos e vendas foi o imóvel econômico de 2 dormitórios, com metragem entre 46 m2 e 65 m2 de área útil e preço inferior a R$ 230 mil.

Cenário

O diretor regional do Secovi em Sorocaba, Guido Cussiol Neto, afirmou nesta segunda-feira (7), durante o Encontro Secovi do Mercado Imobiliário de Sorocaba, realizado no auditório do jornal Cruzeiro do Sul, mantido pela Fundação Ubaldino do Amaral (FUA), que o mercado imobiliário do município está em um momento de adequação e deve voltar à normalidade nos próximos meses. O evento foi aberto pelo presidente do Sindicato da Habitação e reitor da Universidade Secovi, Basilio Jafet.

Ainda de acordo com o Secovi, o que houve foi um excesso de oferta de imóveis na cidade e isso impactou diretamente na quantidade de lançamentos. Agora, disse Guido, o mercado está procurando equalizar estoque, oferta e demanda. “A expectativa é de melhora do ambiente, impulsionada, inclusive, pelo crescimento do mercado paulistano, que acaba influenciando os demais municípios do Estado.”

Leia mais  Estoque de imóveis cai 31% em Sorocaba, diz Secovi

 

Guido mostrou que apesar da atual queda nos lançamentos, Sorocaba foi a cidade da regional com mais imóveis lançados em quatros anos: 2013 (6.515 unidades), 2014 (4.772 unidades), 2015 (5.954 unidades) e 2017 (3.701 unidades). Em 2012 (4.809 unidades), 2016 (2.721 unidades) e 2018 (3.005 unidades) a cidade ocupou a segunda colocação em número de lançamentos.

O estudo ainda apontou que em setembro de 2019, o preço médio por metro quadrado de área útil dos imóveis residenciais na cidade de Sorocaba foi de R$ 5.945,00 para o mercado tradicional e de R$ 3.575,00 no segmento econômico. Os valores médios praticados de venda dos imóveis, no período analisado de 36 meses (outubro de 2016 a setembro de 2019), foram: R$ 156.124,00 (1 dormitório econômico), R$ 269.040,00 (1 dormitório), R$ 167.502,00 (2 dormitórios econômicos), R$ 366.873,00 (2 dormitórios) e R$ 485.452,00 (3 dormitórios). (Daniela Jacinto)

Comentários

CLASSICRUZEIRO