Sorocaba e Região

IFSP planeja abrir novos cursos em 2020 em Sorocaba

Plano de desenvolvimento institucional foi discutido em uma audiência pública na Câmara de Sorocaba

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFSP) — Câmpus Sorocaba — poderá ter novos cursos de graduação e pós-graduação na cidade. Quem informa a possibilidade é o diretor geral da instituição, Denilson Mirim. A iniciativa de novos cursos faz parte da construção do Plano de Desenvolvimento Institucional do IFSP, que abrange o período entre 2019 e 2023. Esse plano foi discutido nesta quarta-feira (26) em uma audiência pública na Câmara de Sorocaba.

Os novos cursos serão de graduação e pós-graduação na área da indústria, pós-graduação na área de gestão e até três cursos de pós-graduação na área de licenciatura. “Temos dois eixos em Sorocaba, que é o eixo da indústria e o eixo de gestão. A gente já tem um curso superior em gestão de Recursos Humanos, então, queremos ofertar pós-graduação na área e vamos levar algumas possibilidades”, diz o diretor. “Vamos propor um curso superior na área da indústria, para ser implantado neste período, e um curso de pós-graduação, também na área da indústria. Além dos cursos na área de licenciatura”, afirma. “Dentro deste intervalo de tempo [2019 a 2023], a gente deve ofertar esses novos cursos”, lembra.

O diretor geral do IFSP, Denilson Mirim. Foto: Jeiza Oliveira / Arquivo JCS

Há ainda a expectativa de cursos de licenciatura. Um desses cursos, é para a formação pedagógica para graduados. “Para que a gente possa fazer a formatação do curso, temos que aprovar o Projeto de Desenvolvimento Institucional. E a partir disso, vamos desenvolver esses cursos”, lembra. Ainda não estão definidos onde os novos cursos funcionariam. “O planejamento é para que esses cursos sejam iniciados a partir de 2020.” Há um curso de pedagogia já aprovado e que deve ser iniciado no ano que vem.

Denilson Mirim ainda lembra da possibilidade de implantação do Proeja, onde alunos do EJA, do fundamental II, poderão participar de cursos de caráter profissionalizantes. Entretanto, conforme ele, a efetivação dessa modalidade depende de uma parceria com a Prefeitura de Sorocaba.

A falta de espaço físico definitivo atrapalha no planejamento das atividades, conforme o diretor do IFSP. Segundo ele, se busca recursos para a realização da reforma dos prédios que já pertencem ao Instituto Federal. Hoje a instituição funciona em dois locais, no bairro Santa Rosália e na escola Monsenhor João Soares (Vila Lucy). “Com isso, temos dois custos”, lamenta.

Comentários

CLASSICRUZEIRO