Sorocaba e Região

Grand Cross é adiado, mas ação beneficente é mantida

Embora o tradicional evento esteja suspenso, os projetos sociais precisam ser mantidos
Grand Cross é adiado, mas ação beneficente é mantida
Tradicional evento de kart não acontecerá em 2020. Crédito da foto: Divulgação / NSF

A Associação Natal Sem Fome (NSF) optou por não promover a edição do Grand Cross Solidário neste ano. A próxima edição do antigo Kartcross Solidário será realizada em 2021. A medida foi tomada para garantir a segurança de todos os envolvidos em meio à pandemia.

Embora o tradicional evento esteja suspenso, os projetos socias geridos pela associação durante o ano todo precisam ser mantidos. Para captar recursos, duas iniciativas estão sendo desenvolvidas: a venda de máscaras de proteção individual e uma feijoada beneficente.

A NSF comercializa 100 máscaras personalizadas por R$ 1.000,00. De acordo com a instituição, cada unidade custa, em média, de R$ 7 a R$ 8. Assim, a diferença para R$ 10 — preço unitário de venda — é transformada em contribuição para a associação.

Os produtos são personalizadas com o logotipo da organização patrocinadora e da Associação Natal Sem Fome. São 25 unidades de cada tamanho: P, M, G e GG. As máscaras possuem dupla camada, 100% algodão interno e poliéster externo.

A feijoada beneficente, em parceria com o Pé de Hambúrguer, será realizada no dia 12 de julho. O prato serve duas pessoas e poderá ser retirado no próprio restaurante (rua Canindé, 228) ao preço de R$ 50.

Leia mais  Vacinação contra a gripe em SP começa na segunda-feira

Destinação dos recursos

Uma das iniciativas da NSF em andamento é a construção da sede própria no bairro Fornazari, em Votorantim. O prédio abrigará os projetos Somando para Multiplicar, Juntos no Tatame e Atletismo na Escola, além de reuniões e atividades administrativas.

O objetivo da construção da sede é oferecer a infraestrutura necessária para a realização dos projetos sociais e acolhimento das mais de 350 crianças e adolescentes assistidas pela entidade.

“Contamos com a colaboração das empresas e da população neste momento delicado para que nosso projeto de transformar vidas continue”, afirma o presidente da Associação Natal Sem Fome, Luiz Fernando Dutra.

O NSF foi criado em 2003 com a proposta de socorrer famílias em situação de vulnerabilidade social, a princípio, arrecadando cestas de alimentos. Hoje, os projetos assistem mais de 350 jovens de baixa renda. (Da Redação)

Comentários