fbpx
Sorocaba e Região

GCMs de Piedade recuperam bicicleta furtada de idoso e a reformam

Quatro agentes custearam os reparos na bicicleta, que pertence a um catador de reciclagem de 67 anos
GCMs de Piedade recuperam bicicleta roubada e a reformam
GCMs fizeram uma surpresa ao catador de reciclagem e reformaram sua bicicleta. Foto: Divulgação / GCM de Piedade

Agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) de Piedade, na Região Metropolitana de Sorocaba, fizeram uma grande surpresa para um morador da cidade. Um idoso de 67 anos teve a bicicleta furtada no dia 12 de março. No entanto, a tristeza pela perda de seu meio de transporte durou pouco. Isso porque, além de recuperar a bicicleta, membros da GCM também custearam a reforma do veículo.

O subcomandante da GCM, Vanderson José Paes, conta que o senhor é catador de reciclagem e usa a bicicleta para trabalhar. Conforme Paes, no dia 12, o dono foi a um mercado no centro da cidade e deixou o veículo no estacionamento do estabelecimento. Quando saiu do local, constatou que a bicicleta havia sido furtada.

Paes relata que o idoso mora no bairro Vila Moraes e busca os materiais recicláveis no centro da cidade. Nos dias em que ficou sem seu meio de transporte, precisou caminhar cerca de dez quilômetros para ir à região central.

No entanto, oito dias após o furto, a GCM encontrou a bicicleta no bairro Vila Maria. O veículo, porém, estava sem os freios e os para-lamas. Foi então que Paes e mais três colegas, comovidos com a situação, decidiram pagar a reforma do veículo. Cada um doou uma quantia em dinheiro, totalizando cerca de R$ 120 reais. O proprietário de uma loja de bicicletas da cidade também participou da ação.

Leia mais  Sorteio de 127 casas populares recebe inscrições em Piedade

Os reparos incluíram a troca do sistema de freios, dos para-lamas dianteiro e traseiro, do banco e a revisão geral da bicicleta. Conforme Paes, a reforma levou aproximadamente uma semana. “Como (a bicicleta) é antiga, a oficina não tinha as peças. Então, foi preciso encomendá-las”, conta.

O proprietário da bicicleta ficou muito feliz por ter recuperado seu meio de transporte e mais ainda ao ver que o veículo havia sido reformado, conforme o subcomandante. Paes diz que os benefícios da ação não foram apenas para o idoso, mas sim também para ele seu colegas, afinal, todos se sentiram gratos por poderem fazer alguém mais feliz. “Fazer o bem melhora o nosso próprio trabalho e gera benefícios para a sociedade”, finaliza. (Da Redação)

Comentários