Sorocaba e Região

Operação do Gaeco prende 11 pessoas na região de Sorocaba

O grupo criminoso vinha sendo investigado há pelo menos cinco meses
Entre os itens apreendidos estão carros de luxo e uma moto-aquática. Crédito da foto: Emídio Marques

*Atualizada às 12h25

Onze pessoas foram presas na manhã desta terça-feira (11) em operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP), em conjunto à Polícia Militar e à Secretaria de Administração Penitenciária do Estado (SAP).

Denominada Falcone, a operação cumpriu 16 mandados de busca e apreensão e outros 16 de prisão nas cidades de Sorocaba, Araçoiaba da Serra, Angatuba e Tatuí.

O grupo criminoso, que vinha sendo investigado há pelo menos cinco meses, responderá, entre outros crimes, por lavagem de dinheiro, roubo, tráfico de drogas e associação criminosa. Carros de luxo, um jet-sky, armas e drogas também foram apreendidos.

Entre os presos, são 10 homens e uma mulher, que serão encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Capela do Alto e Penitenciária de Votorantim, respectivamente – cinco pessoas estão foragidas.

Leia mais  MP forma força-tarefa para investigar denúncias contra João de Deus

 

Além dos objetos de valor apreendidos, foram recolhidos documentos que indicavam as estratégias de atuação da organização criminosa. A investigação também apura a participação de ex-servidor do Poder Judiciário.

Em uma chácara em Araçoiaba da Serra, onde estavam guardados os veículos apreendidos, os PMs encontraram um sagui e pássaros sem licença do Ibama. A Polícia Ambiental foi acionada.

De acordo com o major Caldini, da PM, 150 homens atuaram na operação, com 80 viaturas, desde o início da manhã.

Carros apreendidos na operação. Crédito da foto: Emídio Marques

 

Comentários

CLASSICRUZEIRO