Sorocaba e Região

Fundador do Achilles de Almeida, professor Milton morre aos 99 anos

Milton Marinho Martins foi vereador e secretário de Educação e Saúde em Sorocaba. Também é um dos fundadores do IHGGS.
Professor Milton Marinho Martins morre aos 99 anos. Crédito da Foto: Pedro Henrique Negrão / Arquivo JCS (07/05/2014)

Atualizada às 10h23

O professor Milton Marinho Martins, decano da educação em Sorocaba, morreu aos 99 anos nesta segunda-feira (8) em decorrência de uma parada cardíaca.  O velório será realizado na Ofebas entre 11h30 e 15h30, com sepultamento no cemitério da Saudade.

Natural de Tietê, onde nasceu em 1921, o professor Milton Marinho Martins mudou-se para Sorocaba ainda pequeno, aos 12 anos. Morador do bairro Vila Terezinha, na região Central da cidade, o professor era viúvo há sete anos, teve três filhos – um homem (já falecido) e duas mulheres – e seis netos.

Segundo a filha Maria Francisca Martins Santos, apesar da idade, Martins continuava lúcido até o mês passado. “Ele se considerava um sorocabano e era muito apegado a história da cidade. Tanto que pediu para colocar uma bandeira de Sorocaba em cima do caixão. Continuava contando e passando o seu conhecimento a todos. Sorocaba perdeu um homem brilhante e grande historiador”, diz.

Formado na Escola Normal Municipal Livre de Sorocaba, Martins foi professor durante 53 anos, lecionando nas principais escolas do município. Foi fundador e diretor da Escola Achilles de Almeida durante 40 anos, tornando-se um símbolo da instituição. Também trabalhou na alfabetização de adultos e no ensino profissionalizante da antiga Estrada de Ferro Sorocabana.

Leia mais  Covid-19: Sorocaba registra aumento de recuperados

Eleito vereador de Sorocaba em 1947, exercendo o mandato de 1948 a 1951. Também atuou na prefeitura como secretário de Educação e Saúde em 1972, na gestão do então prefeito José Crespo Gonzales. Foi um dos fundadores do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba (IHGGS) e recebeu diversas homenagens, entre elas, o Título de Cidadão Sorocabano.

É autor dos livros Mélange, que reúne seus trabalhos literários e jornalísticos em homenagem póstuma ao filho Milton Marinho Martins Júnior; Sorocaba e a Segunda Grande Guerra, sobre os soldados sorocabanos da Força Expedicionária Brasileira; Biografia do Brigadeiro Rafael Tobias de Aguiar e Chamas Que Não se Apagam, que trata da Revolução Constitucionalista de 1932. (Jomar Bellini)

 

Comentários