Sorocaba e Região

Funcionários de Caps retomam greve após novo atraso nos pagamentos

No mês passado, o valor foi depositado pela Prefeitura em juízo
Funcionários de Caps retomam greve após novo atraso nos pagamentos
Marisa com o marido João. Crédito da foto: Emidio Marques (7/10/2019)

Os funcionários da Associação Paulista de Gestão Pública (APGP) estão novamente com os salários atrasados. Com isso, 70% do efetivo de dois Centros de Atenção Psicossocial (Caps) estão com as atividades paralisadas. A instituição tem 117 empregados nos dois Caps e 15 nas casas terapêuticas (RTs).

Leia mais  Após pagamento de salários, acaba greve nos Caps

 

Conforme Milton Sanches, presidente do SinSaúde, a entidade entrou novamente com ação na Justiça do Trabalho para que o pagamento possa ser realizado. No mês passado, o valor foi depositado pela Prefeitura em juízo. Não há data para que o novo procedimento seja julgado.

A Prefeitura informou ontem que os centros continuam de portas abertas, porém com atendimentos reduzidos. Ainda conforme a Prefeitura , os contratos com a APGP estão vencidos e há dois editais de chamamento para suprir as necessidades.

Transtornos

Enquanto a situação não se resolve, muitas pessoas estão tendo transtornos diversos com a situação. Caso da dona de casa Marisa Duarte Gregório. Ela tenta tratamento para o marido João Gregório, de 71 anos, que é assisto pelo Caps “Viver em Liberdade”, que fica no Jardim Prestes de Barros.

“Ele está sofrendo muito, não consegue dormir e precisa de medicamento” afirma. Marisa ainda contou que o marido aguarda por uma cirurgia na coluna desde fevereiro deste ano. (Marcel Scinocca)

Comentários

CLASSICRUZEIRO