Sorocaba e Região

Estado vai monitorar possíveis contaminados

Rastreamento de contatos prevê alcançar 1,4 milhão de pessoas
Estado vai monitorar possíveis contaminados
Criação de ferramenta foi anunciada ontem, em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. Crédito da foto: Divulgação / GESP

O governo estadual anunciou na tarde desta quinta-feira (9) a criação de uma ferramenta para monitorar as pessoas que tiveram contato com pacientes confirmados de novo coronavírus. O anúncio foi feito pelo secretário-executivo da Saúde, Eduardo Ribeiro, e o coordenador do Centro de Contingência de Coronavírus, Paulo Menezes, em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes que também atualizou as informações sobre a pandemia e medidas de combate.

O objetivo da nova ferramenta é centralizar e padronizar o processo de orientação a possíveis contaminados. As pessoas que tiveram contato com casos confirmados da doença por mais de 15 minutos, nos últimos 14 dias, devem ficar em casa. O objetivo é que 100 municípios participem do projeto até o final de agosto, atingindo cerca de 1,4 milhão de pessoas.

Conforme o Estado, a ação vai centralizar e automatizar o monitoramento de contatos feito por municípios de todo o Estado. Um projeto piloto teve início segunda-feira (6), nas cidades de Araraquara, São Bernardo do Campo e Bauru.

Leia mais  Problemas

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, o rastreamento de contatos, como é chamado o processo, é uma ferramenta essencial para o controle da Covid-19 em todo o Estado. Segundo ela, 98% dos municípios paulistas já fazem algum tipo de monitoramento por intermédio de suas vigilâncias de saúde municipais, com cerca de 7,5 mil profissionais. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, nos últimos 15 dias, mais de 550 mil pessoas foram monitoradas por essas equipes e orientadas a ficar em casa, em isolamento.

“Em cada um deles nós estamos fazendo um piloto levemente diferente. Em São Bernardo do Campo eles já têm uma equipe bastante profissionalizada, com 50 membros, e nós vamos apoiá-los com modelo de controle e integração de plataforma. Em Araraquara, vamos fazer o modelo de apoio parcial, com uma equipe remota também. E em Bauru, um modelo de apoio mais integrado”, afirma Patrícia Ellen.

Leia mais  Operação da GCM e PM apreende 22 veículos em Sorocaba

Em Sorocaba, conforme a Secretaria da Saúde (SES), as equipes da Vigilância Epidemiológica e das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) fazem o acompanhamento dos casos confirmados, investigação epidemiológica e orientação sobre isolamento e contactantes por meio telefônico.

Estado tem quase 350 mil casos

O Estado de São Paulo confirmou ontem (8) o total de 349.715 casos de Covid-19 e 17.118 óbitos. O número de pacientes recuperados chegou a 202.967, sendo que, destes, 50.677 são casos graves da doença, incluindo internação em UTI.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 63,6% na Grande São Paulo e 64,7% no Estado. Sobre a confirmação dos casos, o Estado destaca que 28% se deu por meio de testes rápidos e 71%, a grande maioria, pelo teste RT-PCR. (Ana Cláudia Martins)

Comentários