Sorocaba e Região

Entidades de Sorocaba estão à espera de doações no Natal

O apadrinhamento de crianças e adolescentes torna-se mais especial neste época do ano
Entidades estão à espera de doações
Funcionários do Jornal Cruzeiro do Sul estão promovendo o Natal do Bem e farão doações para o Lar Casa Bela. Crédito da foto: Aldo V. Silva / Arquivo JCS (24/4/2014)

Apadrinhar crianças para presentear no período de Natal é uma prática comum e muitas empresas convidam seus funcionários a participarem de ações desse tipo. Várias entidades destinadas ao atendimento de crianças e adolescentes contam com essas doações para tornar essa época festiva ainda mais feliz. Os funcionários do Jornal Cruzeiro do Sul estão promovendo a campanha Natal do Bem e irão apadrinhar crianças e adolescentes assistidos pelo Lar Casa Bela.

A assistente social da entidade, Larissa Beatriz Morimatsuo Lourenço, conta que atualmente o local atende 11 crianças, com idades entre zero e 18 anos incompletos. Ela explica que o Lar Casa Bela presta um serviço de acolhimento de crianças que são encaminhadas pelo Conselho Tutelar e pela Vara da Infância e da Juventude. “A instituição é mantida em 80% com doações e qualquer tipo de ajuda é bem recebida, seja de mantimentos, produtos de higiene e limpeza, doação de tempo e conhecimento, como no caso de voluntários que são engenheiros, arquitetos ou médicos. Enfim, toda contribuição nos ajuda muito”, afirma.

Leia mais  Campanha Natal Solidário pede a doação de kit de incentivo ao estudo

 

No Natal e também no Dia das Crianças é comum a doação de brinquedos e algumas empresas decidem apadrinhar os assistidos, explica Larissa. “São crianças que vem pra cá por estarem em condições de vulnerabilidade e esses gestos de carinho são muito importantes para elas.” Muitos padrinhos compram presentes e também promovem um dia especial de atividades. Quem se interessar em contribuir com o Lar Casa Bela pode encontrar informações nas páginas da entidade no Facebook e no Instagram ou entrar em contato pelo telefone 15-33186504.

Associação Criança

As três unidades da Associação Criança também contam com doações para tornar o Natal dos 950 assistidos mais feliz. A instituição oferece acompanhamento psicológico e de fonoaudiologia e planeja realizar uma festa para as crianças. Segundo uma das coordenadoras da entidade, Cassiana de Fátima Santos, são necessárias doações de descartáveis e também de brinquedos como pipa, peão e bola de futebol. “São coisas simples, mas que para eles faz muita diferença”, afirma. Doces, picolés e também refrigerantes, podem ser doados.

A sede da Associação Criança fica no Jardim Europa e há outras duas unidades, no Jardim Gonçalves e no Jardim Santa Cecília. Os contatos podem ser feitos pelo telefone 15-32298090.

Retribuição

Apadrinhamentos e doações desse tipo já fizeram diferença para a família da estudante Luana Tamires Gomes dos Santos, 28 anos, e hoje ela, em forma de retribuição, organiza o apadrinhamento de crianças atendidas pela creche Sagrada Família. Neste ano 40 crianças serão apadrinhadas e Luana conta com a ajuda de familiares e amigos.

Ela e os irmãos frequentaram a mesma creche e durante um período de dificuldade financeira da família foi justamente o kit de Natal que possibilitou um fim de ano mais alegre. “Depois que a nossa situação melhorou, a minha mãe começou a fazer os kits com roupas, brinquedos e doces e me lembro da gente indo de ônibus até a creche carregando dezenas de sacolas para doar.” O pai de Luana adoeceu e por um certo período a família precisou suspender essa ação.

Leia mais  Céu Sagrado inaugura no domingo (25) a 14ª edição do Natal Iluminado

 

Há três anos a jovem retomou o gesto de solidariedade, mesmo sem a ajuda da mãe, que hoje se dedica integralmente a cuidar do marido. Ela conta que em outubro faz contato com a creche e este mês busca pelos voluntários. “Eu não tenho contato com as crianças. Ajudo porque quero fazer algo de bom por alguém. O espírito do Natal é esse. Quem é solidário não espere nada em troca, só que o próximo seja feliz”, finaliza. (Larissa Pessoa)

Comentários