fbpx
Sorocaba e Região

Enterro de GCM morto em Sorocaba é marcado por comoção

Joubert Ciro Garcia de Oliveira Camargo foi morto a tiros no bairro Habiteto
O GCM trabalhava na corporação de Araçoiaba da Serra. Foto: Fábio Rogério

Tristeza e comoção marcaram o enterro do guarda civil municipal Joubert Ciro Garcia de Oliveira Camargo, de 27 anos, na manhã desta sexta-feira (4), no cemitério Memorial Park, em Sorocaba. O GCM foi assassinado a tiros na quarta-feira (2), no bairro Jardim Ana Paula Eleutério (Habiteto), em Sorocaba. Joubert trabalhava na corporação de Araçoiaba da Serra, mas residia no bairro Wanel Ville, também em Sorocaba. Muito abalados, os familiares e parentes de Joubert não quiseram falar com à imprensa.

Leia mais  PM detém dois suspeitos pelo assassinato de GCM de Araçoiaba

 

Integrantes da GCM de Araçoiaba da Serra, da GCM de Sorocaba, das Polícia Civil e Militar de Sorocaba, da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros participaram da última homenagem ao guarda municipal. O carro da funerária entrou no cemitério com o cortejo seguido pelas viaturas das GCM e também das demais corporações militares e civis, além dos veículos de familiares, parentes e amigos.

Em nome dos colegas de trabalho, o comandante da GCM de Araçoiaba da Serra, José Geraldo Patricio, disse que o guarda Joubert era um colega de profissão exemplar e que o assassinato dele deixou a corporação abalada. “Ele estava há quatro anos na corporação e sempre teve uma conduta exemplar. Não acredito que o crime tenha alguma relação com algo que possa desabonar a reputação dele”, diz.

Leia mais  Homem é preso em flagrante por mostrar órgão genital em ônibus de Sorocaba

 

O comandante afirma ainda que a Polícia Civil está investigando o caso e que não descarta a possibilidade do assassinato do GCM ter sido um tipo de vingança, por conta da morte de um rapaz no bairro Habiteto, local onde Joubert prestava serviço de segurança em uma loja de material de construção. (Ana Cláudia Martins)

Comentários