Sorocaba e Região

Dupla é presa pela Polícia Civil por tráfico de drogas em Sorocaba

Mandados foram concedidos pela Justiça local devido às denúncias de furtos, tráfico e associação para o crime
Foram apreendidos 500 micropontos de LSD e 92 comprimidos de ecstasy. Crédito da foto: Polícia Civil/Divulgação

Duas pessoas foram presas por tráfico de drogas na manhã desta quinta-feira (16) em Sorocaba portando drogas sintéticas, e dois irmãos responderão por furtos a estabelecimentos comerciais, sendo que um deles será encaminhado para São Bernardo do Campo, onde tramita processo com medida cautelar que foi desrespeitada por se ausentar da cidade.

Esse foi o resultado da operação realizada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) na região central da cidade, para o cumprimento de mandados de busca e apreensão após levantamento de suspeitos de tráfico de drogas e furtos.

Ao todo foram apreendidos 500 micropontos de LSD, e 92 comprimidos de ecstasy, uma nota de R$ 100 falsa, R$ 39 em notas diversas, e quatro aparelhos celulares, e uma corrente de prata. O cão Glock, do canil da GCM, também participou da operação.

Leia mais  Neste domingo (21), tem Aerofest no Paço e encerramento da Festa Junina

De acordo com informações passadas pela Dise, os mandados foram concedidos pela Justiça local devido às denúncias de furtos, tráfico e associação para o crime, que davam conta de que dois irmãos naturais do litoral santista efetuavam diversos furtos em estabelecimentos comerciais para trocar com drogas. Os dois presos em flagrante e indiciados por tráfico de drogas, ambos moradores na Vila Santana, se reuniam no salão de cabeleireiro de um deles, para negociação dos produtos ilícitos.

Ainda de acordo com a Dise, o que chamou a atenção é que o bando mantinha um grupo no WhatsApp apenas para comercialização do material adquirido. Os dois irmãos, de 20 e 21 anos de idade, foram localizados numa quitinete situada na rua Afonso Pena, e embora nada tenha sido localizado em poder dos mesmos, ambos teriam confessado diversos furtos, sendo também constatado que o mais jovem tem uma medida cautelar pela Justiça de São Bernardo do Campo, pela qual não poderia se ausentar da cidade sem autorização, e por isso seria encaminhado para a cidade da Grande São Paulo.

Leia mais  Obra no córrego Supiriri deve custar R$ 4 milhões em Sorocaba

Porém, ele e o irmão foram indiciados pelos furtos, e a Dise pede pra quem possa ter sido vítima da dupla, para fazer reconhecimento fotográfico nos 3º e 5º Distritos Policiais. Para os policiais da Dise, eles teriam dito que em algumas lojas nem podiam entrar, de tão conhecidos que já estariam. Para a GCM, a dupla teria falado, informalmente, ter efetuado pelo menos 20 furtos.

Durante a operação, investigadores da Dise e guardas civis municipais flagraram, numa casa da rua João Nascimento, o rapaz de 23 anos de idade, localizando em seu quarto 100 micropontos de LSD e 86 comprimidos de ecstasy. A outra parte do entorpecente – 400 micropontos de LSD e 6 comprimidos de ecstasy – estava em poder do outro jovem, também de 23 anos de idade, que de acordo com as informações policiais, se reunia com os demais em seu salão de cabeleireiro, na rua Hermelino Matarazzo. Com esse também foi apreendida uma nota de R$ 100 falsa.

Leia mais  Toffoli pede que Justiça preste informações sobre inquérito de sargento preso

Os dois rapazes foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e serão submetidos hoje à audiência de custódia. De acordo com a polícia, eles não tinham passagem policial, e segundo uma das famílias, a suspeita era de que o filho fosse usuário de drogas, mas jamais traficante.

Para reconhecimento fotográfico dos indiciados por furto, o 3º DP fica na rua Mário Campolim, 295, no Parque Campolim, e o 5º DP na rua Pará, número 70, numa travessa da avenida Eugênio Salerno, no bairro santa Terezinha. (Adriane Mendes)

Comentários

CLASSICRUZEIRO