Sorocaba e Região

Dos infectados por covid-19 em Sorocaba, 15% são profissionais da saúde

Segundo a Prefeitura, maioria trabalha em instituições da rede privada
Prefeitura está fazendo a aquisição de equipamentos de proteção para preservar esses profissionais. Crédito da foto: Pierre-Philippe Marcou / AFP

A Secretaria de Saúde de Sorocaba (SES) divulgou nesta quarta-feira (22), durante coletiva de imprensa, o perfil dos infectados pelo novo coronavírus na cidade. Os dados apontam que 15,25% são profissionais da área da saúde.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Ana Paula Diegues, a maior parte faz parte da rede privada de saúde. “O percentual da rede pública municipal é bem pequeno”, lembrou. Ainda conforme Ana Paula, parte desses profissionais infectados — e que são da área da saúde — atuam em outras cidades, mas moram em Sorocaba.

“Os nossos médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, enfim, todos eles que trabalham na linha de frente estão propensos a ter corona”, afirmou Ademir Watanabe, secretário de Saúde.

Conforme o secretário, está havendo a aquisição de equipamentos de proteção para preservar esses profissionais, além de outros procedimentos.

Segundo a Secretaria de Saúde (SES), em média são 60 pacientes diariamente em internações. No caso das UTIs, são 12 pacientes, em média, por dia.

Outra informação importante divulgada durante a coletiva foi o perfil dos infectados com relação à idade. Conforme os dados, 60% do total tem menos de 60 anos. Não foram divulgadas informações detalhadas, como, por exemplo, se essas pessoas pertenciam a outros quadros de grupos de risco.

Uso de leitos

No encontro também foi detalhado o uso de leitos SUS, incluindo as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de Sorocaba. Dos leitos pactuados no novo Hospital Regional, na Raposo Tavares, 60% deles estão ocupados. Com relação à UTIs, a taxa de ocupação é de 90%.

Na Santa Casa, a taxa de ocupação dos leitos é de 53%. No caso das UTIs, a taxa de ocupação é de 30%. (Marcel Scinocca)

Comentários