Sorocaba e Região

Deputados e lideranças partidárias de Sorocaba defendem a unificação

Como parlamentares, eles também afirmam que para o Brasil este é um momento de reavaliação da situação política
Deputados e lideranças partidárias de Sorocaba defendem a unificação
Em Sorocaba, a vitória de Bolsonaro foi comemorada no Campolim e em vários bairros da cidade com fogos de artifício e buzinaço. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS

Deputados e lideranças dos partidos da região envolvidos no pleito eleitoral deste domingo (28) comentaram a participação de seus pares na eleição para os governos estadual e federal. Eles defenderam a unificação e a democracia, mas também falaram em momento de reavaliação.

Deputados e lideranças partidárias de Sorocaba defendem a unificação
Maria Lúcia Amary (PSDB). Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS

A deputada estadual reeleita Maria Lúcia Amary (PSDB) disse que a votação foi expressiva e agradeceu a população de Sorocaba e região ao falar da eleição de João Doria ao governo do Estado. Ela ainda ratificou as promessas de Doria, citando a fala de que ele olharia mais para o interior, incluindo a criação de uma secretaria para tratar desses assuntos, além da criação de um trem para ligar a região com a capital. “Tenho certeza de que ele vai fazer um governo que vai marcar muito o Estado de São Paulo, com o desenvolvimento e a força do interior, que é a força do Estado de São Paulo”, afirma.

Com relação ao presidente eleito Jair Bolsonaro, a deputada falou que espera respeito à democracia e a promoção de reformas. “Espero que promova a união do povo brasileiro, respeitando a democracia, e consiga realizar as reformas política e tributária, com ética, compromisso com a população, e retome o crescimento do país e os empregos que foram perdidos com o PT no poder”, comenta.

Leia mais  Homem que se passava por delegado federal é preso em Sorocaba
Deputados e lideranças partidárias de Sorocaba defendem a unificação
Danilo Balas (PSL). Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS

O deputado estadual eleito agente federal Danilo Balas (PSL) afirmou que atuará representando a RMS e o Estado de São Paulo e que será aliado da população que vive no território paulista. “A relação política com o comandante Jair Bolsonaro é de total confiança e respeito, certo de que o presidente fará o melhor governo dos últimos anos”, acrescenta.

Em Brasília

Deputados e lideranças partidárias de Sorocaba defendem a unificação
Vitor Lippi (PSDB). Crédito da foto: Emidio Marques / Arquivo JCS

O deputado federal reeleito Vitor Lippi (PSDB) disse que a vitória de Doria foi importante, já que vai permitir a continuidade dos projetos do partido. “São Paulo, sem sombra de dúvidas, tem a gestão mais responsável do país. É o Estado com o melhor equilíbrio das contas públicas, tem os melhores hospitais, estradas e serviços públicos. Seria muito importante que o PSDB pudesse melhorar ainda mais esse trabalho, com uma gestão ainda mais inovadora e com mais parcerias, com visão empreendedora e que o Estado deve atrair muitos investimentos”, projeta.

Sobre o presidente eleito, Lippi diz que ainda não houve um posicionamento da bancada de como se comportará no Congresso, mas adiantou que votará no que for positivo para o país. “Ele terá, certamento, todo o apoio do partido nas questões mais relevantes. Estamos certos de que há uma possibilidade real de o Brasil sair da crise”, lembra.

Deputados e lideranças partidárias de Sorocaba defendem a unificação
Jefferson Campos (PSB). Crédito da foto: Emidio Marques / Arquivo JCS

O deputado federal Jefferson Campos, reeleito pelo PSB, partido de Marcio França, derrotado no domingo, afirmou que o momento é de reavaliação para a sigla. O deputado atribuiu a derrota de França à estratégia da campanha de Doria de associar a figura do candidato do PSB ao PT. “O Estado de São Paulo tem uma rejeição muito grande ao PT. É um estado conservador, com perfil de direita. A estratégia de colar no PT foi eficaz”, afirma. Conforme ele, Marcio França tinha o viés de receber de forma espontânea os votos de esquerda. “Por outro lado, a gente sentiu um cansaço do PSDB e por isso foi uma eleição apertada. Mas ele [Marcio França] teve uma arrancada violenta, disse sobre o primeiro turno, em que França aparecia atrás de Paulo Skaf, então, segundo colocado”.

Leia mais  Bitrem tomba na Raposo Tavares, próximo à entrada do bairro Campolim

Com relação ao novo presidente, Campos se disse otimista quanto ao futuro do Brasil e ao novo governo. “Com relação à eleição do novo presidente Jair Bolsonaro, caminharemos juntos para que o Brasil continue crescendo e se desenvolvendo economicamente, socialmente e politicamente. O nosso maior objetivo é fazer com que o Brasil seja a Nação que pode de fato ser, e agora administrada por alguém que nos traz esperanças de melhorias significativas”, disse o parlamentar.

Diretórios

Deputados e lideranças partidárias de Sorocaba defendem a unificação
João Leandro preside o diretório do PSDB. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS

O presidente do diretório do PSDB de Sorocaba, João Leandro da Costa Filho, disse que a vitória do empresário João Doria para governar São Paulo a partir de 2019 é importante para o Estado e para o Brasil. “Foi um reconhecimento dos paulistas das boas gestões do PSDB em São Paulo. Não poderia deixar de dar ênfase na importância que a cidade de Sorocaba deu para essa reeleição no PSDB no Estado, já que deu mais de 63% dos votos para o PSDB”, afirma.

Leia mais  Aposta feita em Sorocaba acerta as 15 dezenas da Lotofácil

Quando o assunto é o presidente eleito, João Leandro diz que a expectativa é de que ele consiga unificar o país. “Isso traz resultados catastróficos se eleito não ajudar a reduzir o grau de agressividade que convivemos nessa eleição”, diz. Ele defendeu a realização de reformas, a recuperação da confiança no Brasil, na política e nas instituições e que se lute para que a democracia seja preservada.

O presidente do PSL, partido de Bolsonaro, Fernando Marques, conforme publicado pelo Cruzeiro do Sul neste domingo (28), disse que a cidade “acordou”, da mesma forma com que aconteceu no país. Ele alegou que a vitória em Sorocaba já era esperada e que ‘‘Bolsonaro será o presidente de todos’’.

Comentários