Covid-19 Sorocaba e Região

Deputados comentam paralisação parcial do transporte em Sorocaba

Parlamentares querem que o sistema busque o equilíbrio entre as partes nesse momento mais difícil do país e do mundo
Triagens no acesso ao transporte são criticadas pelos parlamentares que representam a região. Crédito da foto: Fábio Rogério (28/3/2020)

O deputado federal Vitor Lippi (PSDB) diz considerar “inoportuna e muito prejudicial” a paralisação dos transporte público, principalmente neste momento estratégico da saúde na cidade e no país. “Acreditamos que foi importante o esforço da Prefeitura em retomar o serviço, e acreditamos que o Ministério Público possa auxiliar para que a situação volte a normalidade o mais rápido possível”, defende.

O parlamentar, que é médico, foi prefeito e secretário de Saúde de Sorocaba, salienta a importância de garantir aos motoristas e profissionais do transporte, equipamentos de proteção individual para que os mesmos possam exercer seu trabalho em segurança.

O deputado estadual Danilo Balas (PSL) disse que está atento à questão do transporte público de Sorocaba e entende que a decisão da desembargadora do TRT 15 deveria ser cumprida. “Os acordos extrajudiciais são válidos, desde que não afrontem uma decisão judicial”.

Leia mais  Sorocaba deverá receber doses da vacina contra Covid-19 nesta terça (19)

Para o parlamentar, a questão de os munícipes estarem sendo proibidos de embarcar é extremamente prejudicial e comenta sobre exemplos trazidos na reportagem de domingo do Cruzeiro, de trabalhadores autônomos como cuidadores de idosos e terceirizados da limpeza que trabalham em hospitais. “Os funcionários dos terminais de ônibus deveriam ser melhor orientados nessa questão”, defende.

A deputada estadual Maria Lúcia Amary (PSDB) destaca que o Governo do Estado a respeito da quarentena estabelece que as atividades essenciais permanecerão em pleno funcionamento, o que inclui o transporte público. “Desta forma, é preciso que se tenha a quantidade necessária de ônibus para garantir o transporte dos profissionais da saúde e de todos os serviços essenciais neste momento, sem aglomerações e com segurança e higienização dos veículos”.

A parlamentar tucana, porém, fez críticas à administração municipal em relação ao combate à pandemia do novo coronavírus na cidade. “Como parlamentar e cidadã, não estou vendo medidas afirmativas na área social do município de Sorocaba, com o objetivo de amparar àqueles mais necessitados diante desta grave epidemia que nos atinge”, completou.

Os deputados federal Jefferson Campos (PSB) e o estadual Carlos Cezar (PSB), também de Sorocaba, foram procurados para comentar, mas não se manifestaram até o fechamento deste texto. (Felipe Shikama)

Comentários