Covid-19 Sorocaba e Região

Criação de centros Covid-19 está suspensa temporariamente

A promessa passou de 55 novos leitos para 13. A justificativa é a diminuição de casos da doença na cidade
Criação de centros Covid estão suspensas
No domingo, Santa Casa tinha 21 leitos clínicos e 55 UTI, segundo boletim emitido pela Secretaria da Saúde. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS (24/9/2020)

O prefeito de Sorocaba Rodrigo Manga (Republicanos) paralisou, temporariamente, os projetos de criação de centros Covid-19. Além da suspensão, houve redução na contratação de leitos.

A entrega dos centros e dos leitos, que estava prevista para o mês passado, foi temporariamente paralisada, conforme informou o prefeito ao Cruzeiro do Sul, nesta segunda-feira (1º). A promessa passou de 55 novos leitos para 13 — 42 a menos que a proposta inicial. A justificativa, segundo Manga, é a “diminuição de casos da doença na cidade”.

O prefeito informou que a contratação dos leitos já está em processo licitatório e a entrega deve acontecer ainda nesta semana. “Lembrando que a compra de leitos não significa que está tudo bem. Não queremos colocar nenhuma vida em risco. A ideia é que a gente consiga diminuir esse número seguindo as regras de distanciamento, fazendo o uso da máscara e álcool gel”, disse Manga.

Manga anunciou em 25 de janeiro a criação de 55 novos leitos para atendimento de pacientes com Covid-19 em Sorocaba. A declaração foi feita durante coletiva de imprensa durante as negociações do prefeito com o governo do Estado para que a região voltasse para a fase amarela. A cidade ganharia, ainda em fevereiro, um Centro de Estabilização com 40 leitos para pacientes de Covid-19 ao lado da UPH da Zona Leste. Destes, 10 seriam de UTI e 30 de enfermaria. O prefeito disse que o espaço seria criado em parceria com o governo estadual e, por isso, pelo menos 20 dessas vagas atenderiam pacientes da região.

Além do Centro de Estabilização, Manga também prometeu a criação de um Centro de Transição e Retaguarda na UPH Zona Norte, com 15 novos leitos Covid (5 de UTI e 10 de enfermaria).

Leia mais  Primeira reunião da CPI da Covid-19 será realizada depois do feriado

No dia 25 de janeiro, data do anúncio, o boletim diário emitido pela Secretaria de Saúde contabilizava 105 leitos em UTI, 66 clínicos e 2 pediátricos. Dos leitos, o Hospital Regional Adib Jatene tinha 5 clínicos, 20 em UTI. No Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), 8 eram clínicos adulto, 1 UTI infantil e 30 de UTI adulto. A Santa Casa tinha 21 leitos clínicos e 40 UTI, além de 15 intensivos na UPH Zona Leste. O Hospital Santa Lucinda contava com 20 leitos clínicos, enquanto que o Gpaci tinha 6 clínicos e um UTI infantil.

Já o último boletim de fevereiro, divulgado no domingo (28), contabiliza 58 leitos clínicos, 1 UTI infantil e 107 adultos. O Adib Jatene contabilizava 5 clínicos e 20 UTI. No CHS eram 8 clínicos, 1 UTI infantil e 30 UTI adulto, na Santa Casa 21 clínicos e 55 UTI. O Santa Lucinda contava com 18 clínicos e 2 intensivos. Já o Gpaci tinha 6 clínicos e zero UTI infantil. A comparação dos boletins de 25 de janeiro com o de ontem (28) mostra redução de 8 leitos clínicos e um UTI infantil. Os leitos UTI adulto aumentaram em 2 vagas.

Leia mais  Com a fase vermelha, aumenta o movimento na região central

Vacinas

O prefeito informou que Sorocaba está na frente da fila para a aquisição de vacinas. O objetivo é comprar 100 mil doses do imunizante para antecipar a vacinação de grupos prioritários e também a imunização em massa na população, independentemente das doses que serão enviadas pelo Governo do Estado de São Paulo, segundo Manga.

Santa Casa registra 100% de ocupação

A Santa Casa de Sorocaba informou nesta segunda-feira (1º) que atingiu o limite de ocupação dos leitos clínicos e de UTI para pacientes confirmados ou com suspeita de coronavírus. O hospital já vinha com alto índice de ocupação dos leitos de UTI Covid, conforme mostrava o boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura no domingo (28).

De acordo com a Irmandade, os 21 leitos clínicos de Covid-19 e os 40 leitos de UTI para pacientes com coronavírus, estão ocupados na unidade. Além disso, os 15 leitos de UTI Covid da UPH da Zona Leste, administrada pela Irmandade, também estão ocupados.

O boletim epidemiológico de domingo indicava uma taxa de ocupação alta, com 94,54% de leitos de UTI Covid utilizados. Quanto aos leitos clínicos, passou de 5 ocupados no domingo, 21 leitos utilizados ontem. (Jomar Bellini / Colaborou Wilma Antunes – programa de estágio / Supervisão: Aldo Fogaça)

Comentários